Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Em jogo ruim, São Caetano vence o Vasco

O São Caetano manteve a média de um gol marcado por partida. O de deste domingo, foi de Marcinho, o suficiente para vencer o Vasco por 1 a 0 e levar o time a 45 pontos. Continua na briga por uma das vagas pela Libertadores, mas continua também em dúvida com quem gosta de bom futebol. Já o time carioca permanece com 36 pontos, caindo na tabela.O jogo foi muito travado, com poucas chances do gol. No primeiro tempo, os dois times jogavam com três zagueiros, mas o São Caetano soltava mais os laterais, principalmente Zé Carlos. O Vasco montava um bloco forte na defesa, com Monteiro, Lazzaroni, Fabiano, Henrique e Ozéia. Poucas vezes Ozéia atacou, sendo facilmente dominado por Dininho. E Monteiro atacou apenas duas vezes, deslocando-se para o meio, com Rubem caindo na ponta direita.O São Caetano não conseguia fazer a bola chegar a seus atacantes, marcados individualmente. A maior chance foi aos 32 minutos, quando Marcinho, mesmo marcado por Lazzaroni, conseguiu um belo chute, que Fábio defendeu. Além disso, foram alguns chutes de fora da área, sem perigo, e também duas faltas cobradas por Adhemar, que não incomodaram Fábio.As possibilidades de ataque do Vasco dependiam de Beto, que jogava bem. Desarmava e tocava bem, conseguindo levar a bola até a defesa do São Caetano. Aos cinco minutos, ele caiu na área, pedindo um pênalti de Gustavo, que não houve. Outra chance do Vasco foi perdida por Léo Borges, que surpreendeu-se ao receber um passe do zagueiro Serginho.Tite fez uma substituição no intervalo. Tirou Marlon e colocou Ângelo, o que deu um pouco mais de saída de bola pela direita. O gol saiu de uma tabela de Ângelo com Mineiro, aos 16 minutos. Mineiro, que no segundo tempo colocou-se mais à frente, recebeu de Ângelo, avançou e tocou para Marcinho, que marcou, na saída do goleiro Fábio. Foi seu décimo gol no campeonato. Em segundo lugar na artilharia do São Caetano estão Capixaba, Zé Carlos e Adhemar, todos com três gols.Mas, se o ataque do São Caetano pouco marca, sua defesa é competente. Os três zagueiros, uma vez mais, foram muito bem e não deram chances ao Vasco, mesmo quando Mauro Galvão abandonou o esquema com três zagueiros. Trocou Lazzaroni por Alan, aos 26 minutos e depois tirou o inexpressivo Léo Borges por Moraes. O Vasco passou a ter mais toque de bola, mas não levou muito perigo.Tite recuou um pouco Adhemar e colocou Somália como referência na área, em lugar de Warley. Ele tentou três cabeçadas em cruzamentos de Ângelo, mas nada conseguiu. O jogo continuou muito disputado no meio de campo e a vitória do São Caetano foi confirmada aos 43 minutos, quando Rubens fez uma grande besteira. Recebeu um "passe" de Ângelo, que dominou mal a bola e não soube o que fazer com ela. Deu um chute rasteiro, paralelo ao gol, um horror. Um bom final para o jogo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.