Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Em jogo sem emoção, Brasil vence seleção de Gana por 1 a 0

Sem muito esforço e com um futebol burocrático, o Brasil derrotou nesta terça-feira a seleção de Gana, por 1 a 0, em partida amistosa que marcou o lançamento oficial da candidatura do País à Copa do Mundo de 2014, realizada no Estádio Rasunda, em Estocolmo, na Suécia.A seleção do técnico Dunga começou o jogo novamente com o trio ofensivo formado por Kaká, Ronaldinho Gaúcho e Robinho. No entanto, o destaque foi o oportunista atacante Vágner Love, do CSKA Moscou, que marcou o gol da vitória aos 17 minutos do primeiro tempo.A vitória foi a terceira do Brasil sobre Gana em três partidas disputadas. As seleções já haviam se enfrentado em 1996 (8 a 2) e na Copa da Alemanha de 2006 (3 a 0). De quebra, foi o sétimo triunfo de Dunga no comando do Brasil em nove partidas.Ritmo lentoDiferentemente do jogo contra o Chile, o Brasil começou o duelo contra os ganeses mais cadenciado. Sabedores de que a velocidade era a principal arma dos africanos, os jogadores da seleção utilizaram os primeiros minutos para tocar a bola no meio-campo.Aos poucos, a seleção se soltou e as habilidades de Robinho e Kaká apareceram. Porém, o primeiro lance de perigo foi de Gana. Aos 14 minutos, o zagueiro Juan falhou na marcação e o meia Eric Addo cabeceou dentro da pequena área. A bola só não entrou por méritos de Júlio César.Depois do susto, os brasileiros acabaram com o ânimo ganês. Em cobrança de escanteio de Ronaldinho, Kaká desviou, o que deixou a bola na medida certa para Vágner Love cabecear a balançar as redes do goleiro Kingson, aos 17 minutos da etapa inicial.Com a vantagem, o Brasil voltou a diminuir o ritmo, bloqueando o jogo no meio. Com isso, Gana não conseguiu utilizar a velocidade e apenas atacou com a bola aérea - mesmo assim, os zagueiros Lúcio e Juan davam muitos sustos nos torcedores.Firulas... e nada de golDunga parece não ter gostado muito do comportamento da equipe, por isso, promoveu mudanças no segundo tempo, principalmente porque os africanos estavam mais ofensivos. Dentre os que saíram, o lateral Ilsinho, que fez sua estréia na seleção, não teve uma boa atuação.Dentro de campo, os jogadores abusaram dos dribles e tentaram na maioria das vezes enfeitar as conclusões. Aos 20 minutos, Ronaldinho puxou contra-ataque, tocou para Vágner Love, que rolou para Kaká. O jogador do Milan driblou um zagueiro e deu um biquinho na bola, longe do gol.O lance enfeitado fez com que Kaká saísse do time para a entrada de Elano. Dunga tentou dar mais seriedade ao meio-campo. Assim, o trio ofensivo, que brilhou contra o Chile, foi desfeito. Porém, o jogo caiu de produção e as constantes paralisações fizeram com que os torcedores vaiassem o time.Os jogadores que entraram no Brasil nem tiveram oportunidade para mostrar algo ao técnico Dunga, que agora se concentrará na formação do time para a disputa da Copa América, que começa no mês de julho. Pelo menos, as vitórias na Suécia devem dar uma ajuda para o Brasil subir no ranking da Fifa.BRASIL 1 x 0 GANA Brasil - Júlio César; Ilsinho (Daniel Alves; depois Dudu Cearense), Lúcio, Juan e Kleber; Mineiro, Gilberto Silva (Josué), Kaká (Elano) e Ronaldinho Gaúcho; Robinho (Diego) e Vágner Love (Ricardo Oliveira). Técnico: Dunga. Gana - Kingson; John Painstil, Hans Sarpei (Benson), Francis Dickoh e John Mensath; Eric Addo (Derek Boateng), Laryea Kingston (Kumordji), Annan (Arthur) e Haminu Draman; Asamoah Gyan (Tachie-Mensah) e Sulley Muntari. Técnico: Claude Le Roy.Gols - Vágner Love, aos 17 minutos do primeiro tempo. Árbitro -Peter Frojdfelt (Suécia) . Cartões amarelos - Mineiro, Draman e Kingson. Cartões vermelhos - Draman. Local - Estádio Rasunda, em Estocolmo (Suécia).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.