Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Em jogo truncado, Corinthians só empata com o Vitória e volta a ouvir vaias

Time de Osmar Loss ficou no 0 a 0 com a equipe baiana em casa pela 11ª rodada do Brasileirão

Matheus Lara, O Estado de S.Paulo

09 Junho 2018 | 22h59

O Corinthians ainda não se acertou sob o comando do técnico Osmar Loss. Depois de seis jogos, são três derrotas, um único triunfo e agora dois empates, após o 0 a 0 com o Vitória, neste sábado, na arena em Itaquera.

+ AO VIVO: Veja como foi o jogo em Itaquera, lance a lance

+ TABELA - Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

Truncado, o duelo mostrou um Corinthians dominado pelos baianos logo nos primeiros minutos de jogo. Um time que, quando enfim se acertou em campo e começou a ir para a frente e apresentar certo risco ao Vitória, errava muitos passes e carecia de criatividade no meio-campo. No segundo tempo, uma pressão leve e que não se transformava em chances claras de gol.

Fez falta a inspiração de Rodriguinho, em mais uma atuação apagada, e ficou evidente certa dependência do brilho de Pedrinho, fortemente marcado no sistema defensivo rubro-negro. Foi o primeiro jogo em que o jovem atuou durante os 90 minutos no Corinthians. Aos 26 minutos do primeiro tempo, a melhor chance corintiana. Pela direita, cruzamento de Pedrinho chega em Sidcley, na área, que cabeceia de frente e acerta a trave. 

Tentando surpreender os mandantes, os baianos exploravam as pontas, com Rhayner e Neilton. Aos 37 também da primeira parte, Wallyson cruzou na área e Aderllan, de cabeça, passou para Ramon, de voleio, assustar a torcida corintiana na melhor oportunidade do Vitória.

O Vitória voltou para o segundo tempo apostando nos contra-ataques. Fechou-se e tentava aproveitar os erros de ataque do Corinthians. Mas o time de Loss fazia pressão. Aos 16 minutos, Maycon tentou achar Mateus Vital na área. No passe, a bola bateu em Kanu e enganou o goleiro Elias. Mas quase na linha do gol, Aderllan apareceu para salvar o Vitória.

O Corinthians crescia. Sem espaço pelas pontas, via nos chutes de fora da área uma forma de tentar decidir a partida em casa. Pedrinho, Mateus Vital e Roger tentaram de perto da meia-lua, mas foram travados na zaga. A pressão corintiana continuou até o fim do jogo, com as entradas de Emerson Sheik e a estreia de Matheus Matias, mas faltava capricho nas finalizações.

FICHA TÉCNICA 

Corinthians 0 x 0 Vitória 

Corinthians: Walter; Mantuan, Pedro Henrique, Henrique e Sidcley; Gabriel (Emerson Sheik), Maycon, Pedrinho, Rodriguinho e Mateus Vital (Marquinhos Gabriel) ; Roger (Matheus Matias). Técnico: Osmar Loss. 

Vitória: Elias; Cedric, Kanu, Aderllan e Jeferson; Ramon (Rodrigo Andrade), Lucas Marques (Bruno Bispo), Rhayner, Neilton e Wallyson; André Lima (Yago). Técnico: Vagner Mancini.

Amarelos: Gabriel, Sidcley, Wallyson e Kanu.

Juiz: Péricles Bassols Pegado Cortez (PE).

Público: 27.990.

Renda:  R$ 1.212.745,36.

Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP).

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.