Nelson Perez|Divulgação
Nelson Perez|Divulgação

Fluminense vence o Atlético-PR e conquista a Copa Sul-Minas-Rio

Marcos Júnior coloca fim ao jejum de títulos do clube carioca

Thiago Rabelo, especial para o Estadão Conteúdo

20 de abril de 2016 | 23h44

A polêmica Copa Sul-Minas-Rio é do Fluminense. Nesta quarta-feira, no estádio Mário Helênio, em Juiz de Fora (MG), o time tricolor venceu o Atlético Paranaense por 1 a 0 e conquistou a primeira edição do torneio criado por clubes da região Sul, Minas Gerais e Rio de Janeiro. A decisão foi disputada em jogo único, com ótimo público no interior mineiro.

O torneio, inicialmente, não contou com o aval da CBF, mas após várias liminares e decisões judiciais, a entidade máxima do futebol brasileiro teve de aceitar a competição. Em campo, para chegar ao título, o Fluminense foi o primeiro na fase de grupos e avançou para a semifinal, quando eliminou o Internacional e garantiu o título com gol de Marcos Júnior.

Apesar do placar simples, a partida foi aberta, com chances para os dois lados. Sempre perigoso, Walter recebeu a bola na ponta direita e surpreendeu com um forte chute. Diego Cavalieri defendeu. Após isso, o Fluminense teve amplo domínio. Sem Fred, mas com Gustavo Scarpa, o time chegou aos nove minutos, com Gerson, em ótima defesa de Weverton.

Aos 27 minutos, quase abriu o marcador. Osvaldo foi lançado, perdeu o controle da bola e tentou uma mini-bicicleta para fora. As duas chances mais perigosas reacordaram o Atlético, que respondeu com Walter. O atacante driblou Gum e limpou o caminho, mas chutou muito mal. Na sequência, Vinicius viu a defesa se atrapalhar e acertou um forte chute no travessão.

No segundo tempo, o Fluminense recuperou o controle do jogo. Aos seis minutos, Magno Alves recebeu passe e driblou Weverton, mas perdeu o ângulo e desperdiçou o gol. Aos nove, Gustavo Scarpa arriscou de longe e o goleiro defendeu. O gol estava encaminhado. Aos 24 minutos, outra boa chance. Cícero foi até a linha de fundo e cruzou para Marcos Júnior, que não conseguiu completar para o gol. O atacante que entrou mal em campo, conseguiu a sua redenção. Aos 38, recebeu passe de Magno Alves, avançou, entrou na área e chutou para fazer 1 a 0.

Mesmo com a vantagem, o Fluminense não recuou. Continuou em cima do adversário. Próximo do fim, Magno Alves teve a chance de ampliar, mas não conseguiu ofuscar o brilho de Marcos Júnior na noite do título regional do tricolor.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE 1 x 0 ATÉTICO-PR

FLUMINENSE - Diego Cavalieri; Wellington Silva, Gum, Henrique e Giovanni (Douglas); Pierre, Cícero e Gerson (Edson); Osvaldo (Marcos Júnior), Gustavo Scarpa e Magno Alves. Técnico: Levir Culpi.

ATLÉTICO-PR - Weverton; Eduardo, Paulo André, Thiago Heleno e Sidicley; Jadson (André Lima), Otávio (Deivid), Vinícius e Marcos Guilherme; Nikão e Walter. Técnico: Paulo Autuori.

GOL - Marcos Júnior, aos 37 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Marcos Júnior e Cícero (Fluminense); Jadson (Atlético-PR).

ÁRBITRO - Sandro Meira Ricci (Fifa/SC).

RENDA - R$ 553.785,00.

PÚBLICO - 23.985 pagantes.

LOCAL - Estádio Mário Helênio, em Juiz de Fora (MG).

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.