Em lágrimas, Maicosuel promete voltar ao Botafogo

A sexta-feira foi de choro no Botafogo. Dos dirigentes e da torcida por conta da saída de Maicosuel, e do próprio jogador, que não conteve as lágrimas durante coletiva em que se despediu do clube para jogar no Hoffenheim, da Alemanha. Com o rosto inchado e chorando copiosamente, o jogador declarou amor ao Botafogo e prometeu um dia retornar.

AE, Agencia Estado

22 de maio de 2009 | 19h42

"Sou alvinegro de coração e vou carregar esse clube no peito para onde for", disse o meia, de 22 anos, que ficou apenas cinco meses no time e se destacou tornando-se o artilheiro do Campeonato Carioca, com 12 gols, e eleito o melhor jogador da competição. Ele foi vendido ao clube alemão por R$ 12,8 milhões, com 20% ficando com os botafoguenses.

Sobre a decisão de sair tão jovem, Maicosuel disse julgar ter tomado a decisão certa, e que não havia porque aguardar por outra oportunidade para jogar no futebol europeu. "Só o tempo vai dizer se fiz a escolha certa. Mas com certeza é o momento mais feliz da minha carreira. Todo jogador sonha com uma transferência para o exterior", disse o atleta, que também sonha em se manter visível aos olhos do técnico da seleção brasileira. "O Afonso Alves foi convocado para a seleção jogando no futebol holandês", lembrou.

Uns saem outros chegam. O Botafogo anunciou ontem a contratação do jovem atacante Caio Canedo, de 18 anos. O jogador é considerado a grande revelação do Volta Redonda. A princípio, ele integrará o grupo de juniores. O clube também espera acertar em breve a contratação do meia Lucio Flavio, atualmente no Santos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.