Bruno Cantini / Atlético-MG
Bruno Cantini / Atlético-MG

Em má fase, Atlético-MG quer melhorar desempenho pós-Copa contra líder São Paulo

Thiago Larghi não revela quem será o substituto de Chará, que está com a seleção colombiana

Estadão Conteúdo

05 Setembro 2018 | 08h18

Em má fase, o Atlético Mineiro tem um duelo difícil na intenção de melhorar seu desempenho pós- Copa do Mundo. Oscilante, o time encara o líder São Paulo nesta quarta-feira, às 21h45, no Independência, no duelo pela 23.ª rodada que, não fossem os seguidos tropeços, poderia ser direto pela liderança do Campeonato Brasileiro.

Os últimos três resultados negativos - empate sem gols em casa com o Vasco, derrota por 1 a 0 para o Vitória e nova igualdade com o Corinthians em 1 a 1 - afastaram o time da briga pela liderança do torneio e o deixaram na sexta posição, com 35 pontos, longe até do quinto colocado, o Palmeiras, que soma 40 pontos.

Com o rendimento inferior em comparação ao começo da competição nacional, quando chegou a ser vice-líder, o Atlético viu o São Paulo disparar na liderança e hoje está a 11 pontos do rival desta quarta. Assim, o duelo desta na capital mineira é fundamental para a equipe.

O técnico Thiago Larghi sofre com a grande quantidade de baixas e ainda não conseguiu entrosar o time, que perdeu peças importantes como Róger Guedes (se transferiu para a China) e Gustavo Blanco (rompeu os ligamentos do joelho e não deve mais atuar nesta temporada). O treinador tem tido dificuldade para fazer com que os vários reforços deem liga. O melhor deles, Yimmi Chará, que logo assumiu a titularidade, está com a seleção colombiana e desfalca a equipe pela primeira vez desde que chegou.

Larghi não indicou o substituto do atacante colombiano e preferiu apontar as opções que tem: Matheus Galdezani, caso queira fechar o time, Tomás Andrade, Nathan e Leandrinho, este que ainda não estreou com a camisa atleticana. Elias também não joga. Ele cumpre seu segundo e último jogo de punição imposta pelo STJD após dizer que o Atlético Mineiro havia sido "assaltado" na derrota por 3 a 2 para o Palmeiras, em duelo da 14.ª rodada.

A outra duvida da equipe diz respeito à presença de Fábio Santos. O lateral terminou o último duelo contra o Corinthians com dores no joelho. Ele não teve lesão constatada no local mas ficou fora do último treinamento na Cidade do Galo. Caso Fábio Santos não possa atuar, Hulk assume o posto.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.