Site/Ceara
Site/Ceara

Em Maceió, CRB e Ceará empatam por 3 a 3 nas quartas de final da Copa do Nordeste

Como marcou três gols fora de casa, time cearense joga pelos empates por 0 a 0, 1 a 1 e 2 a 2 na volta, dia 23, em Fortaleza

Estadão Conteúdo

11 Maio 2018 | 00h10

Em jogo eletrizante no estádio Rei Pelé, em Maceió, CRB e Ceará ficaram no empate por 3 a 3, pela rodada de ida das quartas de final da Copa do Nordeste. Como marcou três gols fora de casa, o time cearense joga pelos empates por 0 a 0, 1 a 1 e 2 a 2 na volta, no próximo dia 23, na Arena Castelão, em Fortaleza. Uma nova igualdade por 3 a 3 leva a decisão para os pênaltis e qualquer outro resultado igual classifica os alagoanos.

+ Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

O time da casa abriu 2 a 0 no primeiro tempo e sofreu o empate em dois minutos nos acréscimos da primeira etapa, com direito a um gol olímpico de Pio. No segundo tempo, mesmo com a expulsão do lateral-esquerdo Diego, o CRB marcou o terceiro com Neto Baiano, artilheiro da noite com três gols, mas Arthur, no último minuto do tempo normal, deixou tudo igual.

O CRB não deu tempo para o adversário entrar no jogo e já abriu o placar logo aos quatro minutos. Diego cruzou da esquerda na cabeça de Neto Baiano e o centroavante cabeceou com estilo para estufar as redes. Melhor no jogo, o time da casa ainda ampliou aos 43 com mais um gol de Neto Baiano. O centroavante cortou um marcador e encobriu o goleiro Éverson, marcando um lindo gol.

No entanto, o Ceará reagiu ainda na primeira etapa. Primeiro, aos 46 minutos, Naldo arriscou da entrada da área e contou com desvio em Ayrton para superar o goleiro João Carlos. Apenas um minuto mais tarde, Pio cobrou escanteio de três dedos e surpreendeu a todos marcando um gol olímpico para empatar o jogo.

"HAT-TRICK"

Para complicar ainda mais o time da casa, no início da segunda etapa Diego cometeu falta em Elton. Como o lateral-esquerdo já tinha cartão amarelo, foi expulso e deixou o CRB com um homem a menos. Mesmo assim, o time alagoano buscou o terceiro gol. Em noite inspirada, coube a Neto Baiano marcar o terceiro. Em cobrança de falta ensaiada, aos 23 minutos, Ayrton rolou e o centroavante encheu o pé para balançar as redes.

No entanto, os visitantes foram buscar o empate novamente e, aos 44 minutos, Pio cruzou da direita e Arthur completou de cabeça para dar números finais ao jogo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.