Mailson Santana/FFC
Mailson Santana/FFC

Em Maceió, Fluminense encara o CSA e quer iniciar arrancada contra o rebaixamento

Time carioca precisa de um empate para deixar a zona da degola do Brasileirão

Redação, Estadao Conteudo

25 de novembro de 2019 | 07h08

Na luta contra o rebaixamento, o Fluminense encara o CSA nesta segunda-feira, às 20 horas, no Rei Pelé, em Maceió, no encerramento da 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. Basta um empate em Maceió para que o time tricolor deixe a zona de rebaixamento, uma vez que soma 35 pontos, igualaria os 36 do Cruzeiro, mas empurraria o rival mineiro ao grupo dos quatro piores por ter mais vitórias.

No entanto, o time carioca quer o triunfo para abrir uma distância, mesmo que pequena, do descenso, e começar a dar a tão sonhada arrancada em busca da permanência na elite.

O triunfo também é bem-vindo para dar o troco no CSA, que traz lembranças amargas em razão do duelo entre eles no primeiro turno. Na ocasião, a equipe alagoana foi responsável por ampliar a crise e causar a demissão do técnico Fernando Diniz após a vitória por 1 a 0 no Maracanã.

Três meses se passaram desde aquele jogo e o Flu quer, agora, começar uma reviravolta positiva. "O que houve de ruim naquele jogo ficou lá. Agora é um novo jogo, um jogo que pode marcar o contrário, a nossa reviravolta no campeonato. Temos que levar o máximo de positividade para dentro de campo. É isso que precisamos no momento", considera o lateral-direito Gilberto.

O técnico Marcão terá o retorno do lateral-esquerdo Caio Henrique, que não enfrentou o Atlético-MG na última partida porque estava servindo a seleção brasileira olímpica.

Em contrapartida, João Pedro virou desfalque de última hora. O clube comunicou que o jovem atacante não viajou para Maceió por apresentar um quadro de virose, com febre alta, mal-estar e indisposição nos últimos dias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.