Vinnícius Silva/Cruzeiro
Vinnícius Silva/Cruzeiro

Em mais uma 'festa', Cruzeiro enfrenta um Ceará desfalcado em jogo adiado da 28ª rodada

Clube mineiro encontra torcida em casa pela primeira vez após a conquista da Copa do Brasil

Estadão Conteúdo

24 Outubro 2018 | 06h18

O Cruzeiro ganhou a Copa do Brasil há uma semana na Arena Corinthians. Mas a festa pelo sexto título da competição nacional não para no clube mineiro. Depois da carreata pelas ruas de Belo Horizonte, das festividades de domingo antes do jogo com o Vasco, a equipe de Mano Menezes vai comemorar nesta quarta-feira, diante do Ceará, em jogo adiado da 28ª rodada do Campeonato Brasileiro, os 800 jogos do goleiro Fábio, completados na vitória sobre a Chapecoense, no domingo.

"O Fábio merece o Mineirão lotado, ele é o principal jogador do nosso time, não precisa nem comentar, 800 jogos, são poucos os que conseguem. Agora é vencer para ficar melhor ainda. A gente gostaria de festejar o ano todo com títulos, mas sabemos das dificuldades", diz o meia Robinho.

Na tentativa de manter a seriedade no grupo, que é apenas o décimo colocado no Brasileiro, com 40 pontos, Robinho disse que assistiu ao jogo do adversário desta quarta diante do Palmeiras no domingo passado pela última rodada.

"Eu acabei vendo um pouco do jogo contra o Palmeiras, muitas pessoas pensavam que seria um jogo mais fácil, mas foi extremamente difícil. O Ceará está jogando bem, tocando bem a bola. Reparei que eles estão com muita posse de bola, conseguindo ficar com a bola e jogar com velocidade no ataque. O Mano deve ter estudado e vai passar os pontos fortes deles para a gente tentar a vitória", afirma o jogador.

O clima de euforia, segundo Robinho, não vai atrapalhar o desempenho da equipe. "O Ceará está atrás da gente, vem de derrota fora de casa e vai tentar recuperar os pontos. A gente sabe das dificuldades, mas vamos jogar com alegria para poder vencer."

Como parte da comemoração e também em homenagem ao Outubro Rosa, será gratuita a entrada para mulheres e crianças até os 12 anos para o jogo desta quarta-feira. Para acessar o estádio, será necessário retirar os bilhetes gratuitos nos pontos disponibilizados ou, no caso dos Sócios 5 Estrelas, fazer a aquisição gratuita das entradas no site ou aplicativo.

A escalação provável do Cruzeiro é: Fábio; Edilson; Dedé, Léo e Egídio; Henrique; Ariel Cabral, Robinho e Thiago Neves; barcos e Sóbis.

DESFALQUES

Expulso contra o Palmeiras, o técnico Lisca é o principal desfalque do Ceará para a partida adiada da 28ª rodada do Campeonato Brasileiro. O treinador não poderá ficar no banco de reservas, assim como o auxiliar Márcio Hahn. Marcelo Rospide, segundo auxiliar, comandará a equipe dos gramados.

Já dentro de campo, Lisca tem um desfalque certo. O treinador não poderá contar com Samuel Xavier, suspenso. Fabinho, volante de origem, deve ser improvisado no setor, mas não está descartada a escalação de Arnaldo. A disputa por posição deve continuar antes minutos antes do duelo.

"Vamos continuar com a mesma pegada e comprometimento. Somos uma equipe que marca muito e neutraliza o adversário, mas que joga também. Quando é preciso, nós subimos e contra-atacamos. A gente impõe dificuldade e isso engrandece qualquer partida", afirma o treinador.

Lisca ainda falou sobre o crescimento da equipe durante o Brasileirão. "A qualidade dos jogadores e o foco no trabalho fizeram com que a gente crescesse na competição e continuássemos vivos na busca pela permanência. Os atletas também compraram as características do treinador. Eu sou assim, intenso, e eles entenderam isso. O nosso time está passando de desacreditado para vivo na Série A. E isso motiva bastante", diz.

A derrota por 2 a 1 frente ao Palmeiras deixou o Ceará na 17ª colocação, com 31 pontos. No entanto, uma vitória contra o Cruzeiro pode o tirar da zona de rebaixamento, já que o Vitória, 16º, tem 33.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.