CARLOS MORAES/AGÊNCIA O DIA/AGÊNCIA O DIA
CARLOS MORAES/AGÊNCIA O DIA/AGÊNCIA O DIA

Vasco rescinde contrato de dois jogadores e afasta Bernardo

Torcedores tentaram invadir o o treino da equipe nesta manhã

MARCIO DOLZAN, O Estado de S. Paulo

09 de junho de 2015 | 14h49

A manhã desta terça-feira foi movimentada em São Januário. Em meio à crise que passa no futebol - o time é penúltimo colocado no Brasileirão - o Vasco anunciou a rescisão de contrato de Douglas Silva e Marcinho, além de suspender o vínculo de Bernardo. Em meio a isso, cerca de 40 integrantes de organizadas do clube tentaram invadir o treino. E a diretoria decidiu levar o elenco para Mangaratiba, onde ficará concentrado até o jogo de sábado, contra o Cruzeiro.

A confusão com os torcedores tem relação a uma troca de farpas envolvendo Bernardo. O meia discutiu com um torcedor via rede social na segunda-feira e o chamou, literalmente, para brigar no São Januário. Nesta terça, aproximadamente quatro dezenas deles foram atrás de Bernardo.

Os membros de organizadas tentaram acessar a área por onde costumam sair os atletas. Como o local contava com policiamento, eles deram a volta pelo lado de fora do São Januário e entraram no estádio pela área de imprensa. A segurança, então, foi reforçada, e todos saíram sem tumulto.

Enquanto isso, o gerente de futebol do Vasco, Paulo Angioni, concedia entrevista coletiva para informar as saídas do zagueiro Douglas Silva e do meia Marcinho. "O Douglas Silva entendeu que sua expectativa não estava sendo preenchida. Ele nos procurou para encerrar o contrato e nós entendemos a posição dele", informou Angioni. O zagueiro está se transferindo para o Joinville, lanterna da tabela.

"O Marcinho é uma questão diferente. Não foi questão técnica, mas pessoal. Ele nos procurou dizendo que gostaria de sair porque as coisas não aconteceram da forma que ele imaginava e pediu a rescisão de contrato", comentou o dirigente. Marcinho ainda não anunciou para qual time pretende se transferir.

Já a suspensão do contrato do meia Bernardo foi anunciada pouco depois. Os motivos não foram explicados. Com o afastamento, ele não viaja com o grupo para Mangaratiba. O Vasco vai receber o Cruzeiro em São Januário, no sábado, pela sétima rodada do Brasileirão.

LEI MARIA DA PENHA

Após várias polêmicas extracampo, o jogador Bernardo também foi enquadrado na Lei Maria da Penha  por ameaça, injúria e lesão corporal  contra a ex-companheira Patricia Mello, com quem manteve um relacionamento estável entre 2012 e maio de 2015. O  registro foi feito  no dia 01 de junho  na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM), no centro do Rio de Janeiro.

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.