Javier Etxezarreta/EFE
Javier Etxezarreta/EFE

Em meio a polêmica, Real é arrasado pelo Eibar e perde a primeira com Solari

Time tenta esquecer suspeita de doping de Sergio Ramos, mas cai por 3 a 0 fora de casa

Estadão Conteúdo

24 de novembro de 2018 | 11h58

Irreconhecível, o Real Madrid visitou o Eibar neste sábado e foi atropelado por 3 a 0, pela 13.ª rodada do Campeonato Espanhol. Talvez abalado pela polêmica envolvendo o zagueiro Sergio Ramos, o time da capital não se encontrou em campo e foi presa fácil para o adversário, mantendo-se distante dos líderes da competição.

Na véspera da partida, o Football Leaks publicou que Sergio Ramos teria infringido o regulamento antidoping em duas oportunidades, sendo uma delas na decisão da Liga dos Campeões de 2017, contra a Juventus, em caso que teria sido acobertado pela Uefa. Neste sábado, o zagueiro esteve em campo e teve atuação fraca na primeira derrota do Real sob o comando de Santiago Solari, após quatro vitórias seguidas.

O resultado deixou a equipe madrilenha com 20 pontos, na sexta colocação, apenas dois à frente do Eibar, que sonha com uma vaga na Liga Europa. Após a vitória, o time volta a campo na sexta-feira que vem, contra o Rayo Vallecano, fora de casa, pelo Espanhol. Já o Real encara a Roma na terça, na Itália, pela Liga dos Campeões.

O Eibar mostrou uma postura surpreendente desde o início e quase marcou um golaço logo aos três minutos, quando Kike dominou da intermediária e emendou por cobertura, acertando a trave. Aos 10, o Real respondeu. Benzema aproveitou falha da defesa e tirou do goleiro, mas José Angel tirou em cima da linha.

Aos 15, porém, saiu o primeiro gol. Orellana recebeu na esquerda e tocou para Cucurella, que cruzou para Kike. Courtois defendeu na primeira tentativa, mas Escalante marcou na sobra. O auxiliar assinalou impedimento, mas, alertado pelo VAR, o árbitro voltou atrás e confirmou o gol.

O gol abalou o Real, que só assustou em cobrança de falta de Bale. Na volta para o segundo tempo, o Eibar aproveitou a apatia do adversário e arrancou para o triunfo. Logo aos seis minutos, Odriozola errou na saída de bola, Cucurella roubou e tocou para Sergi Enrich, que teve tempo para dominar e bater cruzado.

Completamente atordoado, o Real levaria o terceiro somente cinco minutos mais tarde. Com a defesa adversária parada, Cucurella, o melhor em campo, aproveitou sobra pela esquerda e colocou a bola na área. Ela passou por Enrich e Courtois, mas não por Kike, que só teve o trabalho de empurrar para a rede.

A apatia madrilenha era visível e em nenhum momento o time ameaçou a vitória dos anfitriões. Pelo contrário, foi o Eibar que mais se aproximou de chegar a uma goleada. Courtois precisou aparecer em duas oportunidades para evitar os gols de Orellana e Charles. Vinicius Junior ainda entrou aos 28 minutos, na vaga de Asensio, mas pouco pegou na bola.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.