Marcelo Sadio/Divulgação
Marcelo Sadio/Divulgação

Em meio ao drama da Chapecoense, Vasco anuncia volta de Cristóvão Borges

Treinador fez um bom trabalho na equipe entre 2011 e 2012

Estadão Conteúdo

29 de novembro de 2016 | 22h16

No dia em que o futebol brasileiro parou por causa do trágico acidente na Colômbia com a queda do avião em que estavam jogadores, comissão técnica e dirigentes da Chapecoense, além de jornalistas e tripulantes, o Vasco divulgou nesta terça-feira em seu site oficial a contratação do técnico Cristóvão Borges. Ele substitui Jorginho, demitido no dia anterior.

No último sábado, depois de muito sofrimento, o Vasco derrotou o Ceará de virada por 2 a 1, no estádio do Maracanã, no Rio, e conseguiu o acesso à Série A do Campeonato Brasileiro. Já visando a temporada de 2017, acertou rapidamente com Cristóvão Borges, que retorna ao clube após quatro anos.

Em sua primeira passagem por São Januário, entre as temporadas de 2011 e 2012, o profissional era auxiliar e assumiu o comando do Vasco quando Ricardo Gomes sofreu um AVC e teve de se afastar do futebol. Neste período de trabalho, levou o clube ao título da Copa do Brasil de 2011, ao vice no Campeonato Brasileiro do mesmo ano e uma boa campanha na Copa Sul-Americana. Em 2012, chegou até as quartas de final da Copa Libertadores.

Em virtude do acidente na Colômbia, a apresentação do novo treinador ainda não tem data para acontecer. Em 78 partidas como treinador do Vasco, Cristóvão Borges obteve 41 vitórias, 18 empates e 19 derrotas. Mas seus últimos trabalhos em clubes como Bahia, Fluminense, Atlético Paranaense e, mais recentemente, Corinthians não tiveram bons resultados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.