Em melhor fase, Guarani é favorito no dérbi

Vivendo momentos diferentes, Guarani e Ponte Preta se encontram pela terceira vez na temporada, neste sábado, às 16 horas, no estádio Brinco de Ouro, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro. Enquanto o Guarani luta por uma vaga na Taça Libertadores da América e, na pior das hipóteses, com um lugar na Copa Sul-Americana, a Ponte Preta, que passa por sérias dificuldades financeiras, espera apenas se manter na elite do futebol nacional no próximo ano. O Guarani ocupa a nona posição, com 50 pontos, dez a mais que a Ponte, 18ªcolocada. E o momento dos dois times é tão diferente que até o técnico Abel Braga, da Ponte Preta, joga a responsabilidade para o adversário. "O Guarani vive um melhor momento e chega para este jogo com o favoritismo a seu favor", explicou o treinador. A tradição do dérbi reza que o time em baixa, normalmente, se dá melhor, justamente, pela superação em campo. Com duas derrotas este ano no confronto contra o rival, a Ponte Preta resolveu abrir mão de treinos secretos e concentrações desgastantes. Como atuaram no meio de semana com o Atlético-PR, o vice-presidente Marco Antônio Eberlin achou melhor dar liberdade a seus jogadores. "Já tivemos experiências que mostraram que muito tempo de concentração acaba deixando os jogadores estressados e resolvemos mudar", argumentou. Mas, pelo lado do Guarani, o clima de mistério prevalece. O gerente de futebol, o ex-jogador Neto, fechou os treinamentos para a imprensa e também para a torcida. Além disso, nenhum jogador foi autorizado a conceder entrevistas antes do jogo. Apesar das táticas diferentes antes do jogo, os dois treinadores têm problemas para o dérbi. No Guarani o técnico Barbieri ainda não sabe se poderá contar com Simão. O meio campista, assim como o zagueiro Juninho, não enfrentou o Santos por ter forçado o terceiro cartão amarelo, mas agora reclama de dores na coxa esquerda e dificilmente estará em campo. Se não jogar, Esquerdinha deve ser o seu substituto. Já o volante Emerson recuperou-se de contusão e está confirmado. Na Ponte Preta o técnico Abel Braga perdeu o zagueiro Rodrigo, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Além dele o volante Romeu segue se recuperando de contusão e também não deve jogar. Na defesa, Gerson já está confirmado. No meio campo, Adrianinho está de sobreaviso e pode seguir entre os titulares. Guarani e Ponte Preta já se enfrentaram em 176 oportunidades. A vantagem é do Bugre, com 63 vitórias e 55 derrotas. Houve ainda 57 empates e uma partida realizada em 1912 com resultado desconhecido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.