Em Minas, América defende a liderança

Com duas vitórias em dois jogos, a última contra o Cruzeiro, por 1 a 0, o América-MG defende contra a Caldense a liderança isolada do Supercampeonato Mineiro nesta quarta-feira à noite, às 19h30, no Mineirão, na abertura da terceira rodada dupla da competição. Os cruzeirenses, que precisam dos três pontos, depois da derrota da estréia, para continuar com chances de ganhar o título, completam a rodada, às 21h40, enfrentando o Mamoré, que acumula dois fracassos e já não tem mais condições de brigar pelo Superestadual. O técnico americano Jair Pereira deve manter o mesmo time que bateu o Cruzeiro e, antes, na abertura do torneio, o Mamoré, por 4 a 1. Os destaques têm sido o apoiador Tucho, que fez dois gols até agora - e deve ser negociado com o Atlético-PR logo após a competição -, o experiente goleiro Fabiano e os atacantes Rinaldo e Renaldo. No Cruzeiro, o treinador Marco Aurélio, ainda decepcionado com a derrota no clássico com o América, uma semana depois da conquista do bicampeonato da Copa Sul-Minas, quer a equipe "mostrando garra e determinação" contra o Mamoré. Para o técnico, só a vitória interessa. "Se empatarmos ficamos sem chances nessa competição, já que faltarão apenas dois jogos para oencerramento", disse. O Cruzeiro não terá o meia Ricardinho, contundido, que dá lugar a Augusto Recife. O esquema tático deve ser o 4-4-2 e bastante ofensivo, com apenas um volante e três armadores na intemediária - Vander, Jorge Wágner e Jussiê. No ataque, Lúcio está confirmado e seu companheiro só será definido nos vestiários: Fábio Júnior e Alessandro disputam a vaga. Atlético - O Atlético-MG, que no Supermineiro tem uma derrota para a Caldense e uma vitória contra o Mamoré, folga na rodada deste meio de semana e só entra em campo domingo. O Alvinegro enfrenta o Cruzeiro ainda sonha com o título. O time está sendo comandado pelo técnico-interino Marcelo Oliveira, substituto de Levir Culpi, que pediu demissão após o fracasso da estréia contra a Caldense (4 a 2 para a equipe do interior, campeã estadual deste ano). Enquanto isso, os dirigentes continuam atrás de um treinador "de ponta". Nesta terça-feira, o nome comentado era o de Geninho, que deixou o Atlético-PR, mas os mineiros negaram ter mantido contato com o técnico campeão brasileiro do ano passado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.