Tsafrir Abayov/ AP
Tsafrir Abayov/ AP

Em 'missão de paz', Blatter propõe jogo entre Palestina e Israel

'Futebol tem poder de conectar pessoas', diz dirigente suíço

Estadão Conteúdo

19 de maio de 2015 | 17h13

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, se reuniu nesta terça-feira com o presidente da Federação Israelense de Futebol, Ofer Eini. Os dirigentes conversaram sobre o atrito entre Israel e Palestina e o suíço propôs um amistoso para tentar selar a paz entre os lados, o que teria sido aceito imediatamente por Eini.

"Futebol é mais do que um jogo. O futebol tem o poder de conectar as pessoas. O futebol tem o poder de construir pontes", declarou Blatter. "O futebol deveria unir as pessoas e não dividi-las", completou o dirigente em meio à sua "missão de paz", como ele mesmo definiu.

Se o pedido for aprovado de ambos os lados, palestinos e israelenses deverão se encontrar em um amistoso na Suíça. Após a conversa com Eini, Blatter vai se reunir nos com líderes palestinos, que recentemente manifestaram sua irritação com as ações de Israel.

Dirigentes da Palestina pediram que a federação de Israel fosse suspensa da Fifa, sob alegação de que as restrições de segurança israelenses estariam limitando a movimentação de jogadores palestinos, times visitantes e até equipamentos de futebol. Blatter negou a proposta e alegou que Israel não havia quebrado qualquer regra da entidade.

Mesmo longe de uma solução, o suíço manifestou seu otimismo e prometeu levar o que foi conversado para o encontro com Mahmoud Abbas, presidente palestino. "Eu obtive uma mensagem que vou apresentar aos políticos palestinos amanhã (quarta), como parte de minha missão. Continuo confiante que vamos achar uma solução para o desenvolvimento do futebol."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.