Em momentos distintos, Coritiba e Atlético-PR repetem estratégias para o clássico

Equipes apostarão em manter suas posturas no clássico deste sábado

Estadao Conteudo

03 de junho de 2017 | 07h26

Os momentos de Atlético Paranaense e Coritiba podem até ser distintos. Mas as duas equipes apostarão em uma estratégia similar para o clássico deste sábado, no Couto Pereira, em Coritiba, às 16 horas, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro: a manutenção de suas posturas.

Depois de substituir Paulo Autuori no Atlético Paranaense, por exemplo, Eduardo Baptista obteve dois bons resultados - empate com o Flamengo, pelo Brasileirão, e vitória sobre o Santa Cruz, pela Copa do Brasil - ao mexer pouco no esquema base de seu antecessor.

E, embora seu time esteja apenas na penúltima colocação do Brasileirão, com apenas um ponto somado, Baptista garantiu que novamente mexerá pouco na estrutura. Com os retornos do zagueiro Paulo André e do lateral-direito Jonathan, assim, sua principal dúvida fica no comando do ataque - Grafite, Ederson, Eduardo da Silva brigam pelo posto.

Resta saber apenas se o meia-atacante Felipe Gedoz, recuperado de lesão, terá condições de iniciar o jogo. "O ponto de início é este Atlético que jogou estas partidas (Flamengo e Santa Cruz)", revelou o treinador. "O Atlético será um time que vai tentar jogar, fazer um futebol bonito. Mas também está preparado se precisar endurecer."

Postura similar foi adotada pelo técnico Pachequinho. Quinto colocado da competição com seis pontos, o Coritiba não tem qualquer razão para mexer na estrutura do time, segundo garantiu seu comandante.

"Ainda não temos o time definido, mas se você vem jogando, conquistando pontos importantes e fazendo bons jogos não tem porque fazer grandes alterações a não ser em questões pontuais", comentou o treinador.

A única novidade é a presença entre os relacionados do atacante Alecsandro, recuperado de um desconforto muscular, e do lateral Thiago Carleto, convocado pela primeira vez após sua contratação. Já Anderson, Rodrigo Ramos, Walisson Maia e Iago seguem como desfalque.

Entre os titulares, por sua vez, a dúvida fica pela possível presença de Rildo, destaque no triunfo sobre o Vitória ao marcar um belo gol de letra. Embalado, ele pode ganhar a vaga de Neto Berola.

Tudo o que sabemos sobre:
Atlético-PRfutebolCoritiba

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.