Gleb Garanich/Reuters
Gleb Garanich/Reuters

Em Moscou, Julio Baptista destaca trabalho dos 17 mil voluntários da Copa

Ex-jogador brasileiro foi convidado pela Fifa para participar de uma série de eventos para promover o esporte na Rússia

Estadão Conteúdo

10 Julho 2018 | 11h50

O ex-jogador brasileiro Julio Baptista foi convidado pela Fifa para participar de uma série de eventos para promoção do futebol na Rússia. Na última segunda-feira, ele esteve presente em uma homenagem feita pela entidade aos voluntários que trabalharam na Copa do Mundo.

+ Subasic explica permanência em jogo contra Rússia e diz que jogará semifinal

+ Torcedores veem referência à França no treino inglês com frangos de borracha

+ Ex-técnico da Croácia alerta Inglaterra para Modric: 'Melhor jogador da Copa'

Ao lado da secretária-geral da Fifa, Fatma Samoura, e do ex-jogador espanhol Michel Salgado, Julio Baptista jogou pebolim e ainda entrou em campo para um festivo jogo de futebol, realizado no campo montado na Praça Vermelha, em Moscou. "A Copa do Mundo não é a mesma sem eles. Este é o melhor grupo que eu já vi e também temos que agradecer o trabalho que eles fizeram", disse o brasileiro.

No total, 17.040 voluntários estão trabalhando na Copa da Rússia em 20 diferentes localidades. Eles foram selecionados de um número recorde de candidatos. Foram 176.870 inscritos. Dos escolhidos, 64% são mulheres. A Fifa optou por selecionar 93% da população russa e os outros 7% vieram de 112 países diferentes.

 

Fatma Samoura expressou sua enorme gratidão por tudo o que os voluntários vêm fazendo. "Vocês são o coração e a alma desta Copa do Mundo. Vocês são os que permitiram que este torneio se tornasse uma realidade", disse em meio ao aplauso dos voluntários.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.