Gleb Garanich/Reuters
Gleb Garanich/Reuters

Em Moscou, Julio Baptista destaca trabalho dos 17 mil voluntários da Copa

Ex-jogador brasileiro foi convidado pela Fifa para participar de uma série de eventos para promover o esporte na Rússia

Estadão Conteúdo

10 Julho 2018 | 11h50

O ex-jogador brasileiro Julio Baptista foi convidado pela Fifa para participar de uma série de eventos para promoção do futebol na Rússia. Na última segunda-feira, ele esteve presente em uma homenagem feita pela entidade aos voluntários que trabalharam na Copa do Mundo.

+ Subasic explica permanência em jogo contra Rússia e diz que jogará semifinal

+ Torcedores veem referência à França no treino inglês com frangos de borracha

+ Ex-técnico da Croácia alerta Inglaterra para Modric: 'Melhor jogador da Copa'

Ao lado da secretária-geral da Fifa, Fatma Samoura, e do ex-jogador espanhol Michel Salgado, Julio Baptista jogou pebolim e ainda entrou em campo para um festivo jogo de futebol, realizado no campo montado na Praça Vermelha, em Moscou. "A Copa do Mundo não é a mesma sem eles. Este é o melhor grupo que eu já vi e também temos que agradecer o trabalho que eles fizeram", disse o brasileiro.

No total, 17.040 voluntários estão trabalhando na Copa da Rússia em 20 diferentes localidades. Eles foram selecionados de um número recorde de candidatos. Foram 176.870 inscritos. Dos escolhidos, 64% são mulheres. A Fifa optou por selecionar 93% da população russa e os outros 7% vieram de 112 países diferentes.

 

Fatma Samoura expressou sua enorme gratidão por tudo o que os voluntários vêm fazendo. "Vocês são o coração e a alma desta Copa do Mundo. Vocês são os que permitiram que este torneio se tornasse uma realidade", disse em meio ao aplauso dos voluntários.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.