Em noite pouco inspirada de Neymar, Santos vence o Figueirense na Vila

Equipe santista fez 2 a 0 e afastou de vez o risco de rebaixamento do Brasileirão

FELIPE ROSA MENDES, O Estado de S. Paulo

17 de novembro de 2012 | 21h44

O Santos precisou de pouca inspiração neste sábado para vencer o já rebaixado Figueirense, por 2 a 0, na Vila Belmiro, pela 37.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Neymar, com uma atuação discreta, foi ofuscado por Felipe Anderson, autor de um gol e responsável pela assistência que gerou belo gol de Pato Rodríguez, de letra.

Com sua 12ª vitória no campeonato, o Santos chegou aos 49 pontos, afastou de vez qualquer risco de rebaixamento e subiu para a provisória 9ª colocação da tabela. Já o time catarinense, rebaixado na rodada passada, estacionou nos 30 pontos, na 19ª e penúltima posição.

A má notícia para o torcedor santista foi o cartão amarelo recebido por Neymar neste sábado. O atacante levou a advertência ao simular falta na entrada da área, no segundo tempo. Por se tratar do terceiro amarelo, Neymar não poderá enfrentar o Corinthians, no próximo fim de semana.

O JOGO

O Santos aproveitou toda sua velocidade, principalmente pelas pontas, para dominar o Figueirense no primeiro tempo da partida. Impondo bom ritmo, o time da casa quase abriu o placar aos 8, em cobrança de falta de Neymar na área. André mandou para as redes, mas o árbitro assinalou o impedimento.

Na base da correria, o Santos teve ótima oportunidade aos 23, quando Neymar escapou pela esquerda e cruzou para Pato Rodríguez, neutralizado pela defesa catarinense. O argentino, porém, não desistiu e chegou ao gol aos 42, em belo lance. De letra, ele completou cruzamento rasteiro de Felipe Anderson, após jogada na linha de fundo.

Com mudanças no time, já em clima de reformulação, o Figueirense atuou de forma recuada na maior parte da etapa inicial. E levou perigo em apenas duas jogadas. Na primeira, Aloísio cabeceou, sem marcação, para fora, aos 21. Na segunda, Bruno Nazário bateu rente à trave de Rafael, para fora, aos 32 minutos.

Depois de marcar no fim da primeira etapa, o Santos manteve o domínio no segundo tempo e continuou ditando o ritmo da partida. Mesmo sem criar muitas chances de gol, era mais contundente nas finalizações.

Assim, chegou ao segundo gol, com Felipe Anderson, aos 18 minutos. Após dar assistência para o primeiro gol, o meia precisou de duas chances para marcar. Na primeira, recebeu sem marcação pela direita e parou na defesa de Tiago Volpi. No rebote, bateu rasteiro e ampliou a vantagem do Santos.

Com o placar estabelecido, o Santos desacelerou e passou a cadenciar o jogo, já pensando nos clássicos que terá pela frente, nas duas próximas rodadas - enfrentará Corinthians e Palmeiras. Para o primeiro jogo, o técnico Muricy Ramalho não poderá contar com Neymar. O atacante cumprirá suspensão após levar o terceiro cartão amarelo diante do Figueirense.

O jogo contra o Corinthians será disputado no próximo sábado, no Pacaembu. O Figueirense, por sua vez, vai receber o Grêmio, no Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis, no domingo.

SANTOS 2 x 0 FIGUEIRENSE

SANTOS - Rafael; Bruno Peres, Bruno Rodrigo, Durval, Juan; Arouca, Henrique, Pato Rodríguez, Felipe Anderson; Neymar e André (Victor Andrade). Técnico: Muricy Ramalho.

FIGUEIRENSE - Tiago Volpi; Léo, Américo, Gutti, Hélder; Jackson, Túlio, Claudinei (Diogo), Deretti (William Pottker), Bruno Nazário; Aloísio (Héber). Técnico: Fernando Gil (interino)

GOLS - Pato Rodríguez, aos 42 minutos do primeiro tempo. Felipe Anderson, aos 18 minutos do segundo tempo

CARTÕES AMARELOS - Bruno Peres, Pato Rodríguez, Jackson, Gutti, Neymar e Américo.

ÁRBITRO - Cláudio Francisco Lima e Silva (SE).

RENDA - R$ 166.300,00.PÚBLICO - 10.013 pagantes.

LOCAL - Estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP).

Tudo o que sabemos sobre:
Santos FCFigueirenseBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.