Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Em paz, Douglas espera por vida tranquila no São Paulo

Boas atuações deram ao atleta a vantagem na briga pela lateral direita contra Luis Ricardo

Fernando Faro, O Estado de S. Paulo

25 de março de 2014 | 10h17

SÃO PAULO - A dura rotina de Douglas com a camisa do São Paulo tem sido menos dolorosa em 2014. Se no ano passado o lateral era insistentemente vaiado até quando tinha seu nome anunciado no telão do estádio, as atuações mais seguras na atual temporada ao menos fizeram diminuir as críticas, mesmo que ele ainda não seja uma unanimidade.

"Você sempre quer ver a torcida te apoiar com seu trabalho. Infelizmente não tive um início bacana, não foi o que esperava, mas tenho confiança no meu trabalho para continuar revertendo isso. Acredito que esse ano estou conseguindo melhorar e venho fazendo boas partidas, os resultados também estão vindo e isso facilita", analisou o jogador.

As boas atuações deram a Douglas a vantagem na briga pela lateral direita contra Luis Ricardo, contratado junto à Portuguesa com status de titular. Queridinho de todos os técnicos com quem trabalhou, ele lembra que Muricy Ramalho não o deixou fraquejar nos momentos de maior dificuldade.

"No São Paulo a gente procura se dedicar no dia a dia; já no início o professor pediu para não baixarmos a cabeça. Procurei fazer meu trabalho no dia a dia sem menosprezar meus companheiros e sempre de cabeça erguida."

Douglas mais uma vez será o titular do São Paulo na quarta-feira contra o Penapolense, pelas quartas de final do Campeonato Paulista. O jogo acontece no Morumbi às 22 horas.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSão Paulo FCDouglas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.