Em paz, Ponte luta para manter embalo

Fechar a 11ª rodada fora da zona do rebaixamento do Campeonato Paulista era tudo que a comissão técnica e diretoria da Ponte Preta tinham planejado. Depois da apertada vitória sobre o Rio Branco, por 1 a 0, em Americana, o time conseguiu seu objetivo e, em 15º lugar, se prepara para manter o embalo contra a Portuguesa Santista, sábado, em Campinas."Vencemos um jogo de seis pontos, porque o adversário também briga contra o rebaixamento", comentou o goleiro Lauro, que completou 100 jogos com a camisa da Ponte.O problema é que a Ponte não tem ido bem nos jogos em casa, onde venceu duas e perdeu outras três vezes nesta temporada. O técnico Vadão acha que a receita é manter a mesma "raça e determinação" para superar eventuais falhas técnicas, mas reconhece que a semana será de tranqüilidade depois de alguns dias de turbulência no clube. Afinal, antes da vitória sobre o Rio Branco, os jogadores foram pressionados pela torcida, pela diretoria e pela comissão técnica.Vadão já adiantou que não pretende fazer mudanças no time, mesmo com o departamento médico liberando o lateral Luciano Baiano e o meia Harison. "Não adianta forçar a barra. Eles só voltarão ao time quando estiverem num ritmo forte de treinamento", avisou o técnico.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.