Em penúltimo na Série B, Atlético-GO demite técnico Jorginho

A regra do futebol brasileiro de demitir treinador quando os resultados não aparecem fez mais uma vítima na manhã desta terça-feira. Após reunião com o diretor de futebol Adson Batista, Jorginho soube de sua demissão no Atlético-GO. É a segunda mudança no comando técnico do time goiano com apenas 13 rodadas na Série B do Campeonato Brasileiro.

Estadão Conteúdo

21 de julho de 2015 | 15h24

Conhecido pelo título da Série B de 2011 com a Portuguesa, Jorginho aceitou o desafio de tentar tirar o Atlético-GO da zona de rebaixamento, mas não conseguiu. Ele fez sete partidas pelo clube, vencendo apenas o Náutico, na estreia, por 2 a 0. Depois foram dois empates e quatro derrotas, a última por 3 a 0 contra o Santa Cruz, no sábado, em Recife. O clube é o penúltimo colocado da competição, com apenas nove pontos.

O time goiano iniciou a Série B com Marcelo Martelotte, atualmente no comando do Santa Cruz. Com um elenco abaixo tecnicamente dos concorrentes, o time jamais chegou a brigar na parte de cima da classificação.

Para o jogo contra o Bragantino, na próxima sexta-feira, às 21h50, pela 14ª rodada, o técnico do sub-20, Gilberto Pereira, ficará no banco de reservas. O clube afirmou que ainda não entrou em contato com novos nomes.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSérie BAtlético-GOJorginho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.