Ivan Storti/Santos
Ivan Storti/Santos

Em penúltimo treino, Cuca faz mistério e 'esconde' Rodrygo no Santos

Atacante se recuperou de uma gripe que o afastou de alguns trabalhos durante a semana, mas técnico não garante presença no duelo

O Estado de S.Paulo

10 Novembro 2018 | 22h06

No penúltimo treino do Santos antes da partida contra a Chapecoense, marcada para a segunda-feira, às 20 horas, no Pacaembu, em São Paulo, e que encerra a 33.ª rodada do Campeonato Brasileiro, o técnico Cuca fez mistério e não revelou a condição clínica do atacante Rodrygo, pois a atividade realizada neste sábado foi fechada à imprensa.

Rodrygo se recuperou de uma gripe que o afastou de alguns trabalhos ao longo da semana e participou da atividade na sexta-feira, no CT Rei Pelé. Cuca, porém, afirmou em entrevista coletiva que o atacante estaria praticamente descartado do duelo no Pacaembu.

Como o jogador treinou na sexta-feira, é possível que fique ao menos como opção no banco de reservas, ainda mais levando em conta que Gabriel, artilheiro da competição, será desfalque pelo acúmulo de cartões amarelos. Além de Gabriel, Cuca não poderá contar com Victor Ferraz e Diego Pituca, que também cumprem suspensão, e os zagueiros Luiz Felipe e Lucas Veríssimo, lesionados.

No ataque moram as dúvidas quanto à escalação santista. Copete, Rodrygo, se tiver condições de jogo, Bruno Henrique, Sasha e o paraguaio Derlis Gonzales brigam por três vagas. 

Com a vitória do Atlético Paranaense, o Santos caiu para a oitava posição, com 46 pontos, e precisa vencer ou a menos empatar com a Chapecoense, além de torcer por uma derrota do Atlético Mineiro diante do Palmeiras, para assumir a sexta posição e passar a integrar o grupo que garante uma vaga na fase preliminar da Libertadores do próximo ano.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.