Jose Sena Goulao/EFE
Jose Sena Goulao/EFE

Em Portugal, Emery alerta para os perigos que o Arsenal correrá contra o Sporting

Time londrino joga nesta quinta-feira pela terceira rodada da fase de grupos da Liga Europa

Estadão Conteúdo

24 Outubro 2018 | 17h10

Em um jogo de líderes, o Arsenal encara o Sporting Lisboa, nesta quinta-feira, no estádio José Alvalade, em Lisboa, pela terceira rodada da fase de grupos da Liga Europa. Com seis pontos cada - vitórias sobre Qarabag, do Casaquistão, e Vorskla, da Ucrânia -, ingleses e portugueses somam seis pontos cada na chave E e quem ganhar ficará muito perto da classificação à segunda fase eliminatória da competição. O técnico do clube de Londres, o espanhol Unai Emery, sabe das dificuldades que terá fora de casa.

"O Sporting tem uma boa equipe, com bons jogadores e tem grande experiência nesta competição. As duas equipas estão na primeira posição, mas queremos continuar no nosso caminho. Temos um grande respeito pelo Sporting, mas queremos ganhar. Vai ser um grande jogo", afirmou Emery, em entrevista coletiva já em Lisboa.

Um dos pontos fortes do Sporting Lisboa é a experiência do treinador José Peseiro. "O (José) Peseiro é um bom treinador, conhece muito bem o clube. É um clube com grande tradição na formação. Formou jogadores como (Luís) Figo e (Cristiano) Ronaldo. É uma equipe com grande organização tática. Conheço o Mathieu, que talvez não jogue, e o Nani também é um bom jogador. As equipes portuguesas são competitivas", comentou.

Contando Campeonato Inglês, Copa da Liga Inglesa e Liga Europa, o Arsenal vem de 10 vitórias consecutivas. Emery quer continuar esta sequência em Portugal. "Esta competição é muito importante para nós. Vale um troféu e um lugar na Liga dos Campeões da próxima temporada".

Um dos principais nomes do Arsenal é o alemão Mesut Ozil, que parece estar recuperando a forma. "O Mesut foi sempre importante para a equipe, tanto dentro como fora do campo. Tem feito bons jogos e estamos satisfeitos por contar com ele", completou Emery.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.