Paulo Fernandes/Vasco.com.br
Paulo Fernandes/Vasco.com.br

Em reencontro com Nenê, Vasco visita o São Paulo para dar fim às oscilações

Experiente meia deixou o clube cruzmaltino para reforçar o time paulista nesta temporada em janeiro

Estadão Conteúdo

05 Agosto 2018 | 06h21

Capaz de vencer o Grêmio, um dos candidatos ao título do Campeonato Brasileiro, mas presa fácil de Corinthians e LDU, do Equador, o Vasco tenta ajustar a equipe para melhorar seu desempenho e oscilar menos nesta temporada. O time carioca tem um duelo difícil na sua missão em busca de regularidade: encara o São Paulo neste domingo, às 16 horas, no Morumbi, em duelo válido pela 17.ª rodada.

+ Com reforços em campo, Vasco treina e fecha preparação contra o São Paulo

+ São Paulo inicia contra o Vasco série decisiva pela liderança

+ Confira a tabela do Campeonato Brasileiro

O confronto marca o reencontro de Nenê, hoje no clube paulista, com o ex-time, do qual saiu no fim de janeiro. Na tabela, o time cruzmaltino soma 19 pontos e está mais próximo da zona de rebaixamento do que do grupo formado pelos primeiros colocados.

Para dificultar a tarefa, o técnico Jorginho tem desfalques. Breno, suspenso, está fora, além de Lenon, que já está machucado há algum tempo. Em compensação, Giovanni Augusto, que não enfrentou o Corinthians por pertencer ao clube paulista, e Thiago Galhardo, suspenso no último jogo, voltam a ficar à disposição. Ambos devem ser titulares, assim como o zagueiro Oswaldo Henríquez, que entra na vaga de Breno.

Apesar de chegar a dizer que poderia estrear contra o São Paulo, o argentino Maxi López ainda não está pronto. Jorginho foi cauteloso, sem querer cravar a ausência do centroavante, mas o estrangeiro ainda não tem condições de jogo e sua estreia deve ser adiada para a partida contra a LDU, do Equador, na próxima quarta, em São Januário, no jogo de volta da segunda fase da Copa Sul-Americana.

O zagueiro Leandro Castán e o atacante Vinícius Araújo também chegaram recentemente e ainda não podem jogar. A dupla foi apresentada na última sexta-feira e nenhum dos dois ainda foi registrado no Boletim Informativo Diário (BID), da CBF.

Um dos desafios que o Vasco enfrenta em busca de uma regularidade na temporada é o ajuste da defesa, vazada 23 vezes na competição nacional e que só não levou mais gols que o Vitória.

"É um desafio (melhorar a defesa). Temos que mudar essa historia, e é isso que estou trazendo para eles. Temos condições de mudar isso", afirmou Jorginho. "Estamos trabalhando muito na comunicação entre os companheiros. Trabalho defensivo não é apenas da zaga, mas de todos os companheiros", disse o zagueiro Henriquez.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.