Cesar Greco / Ag. Palmeiras
Cesar Greco / Ag. Palmeiras

Em reformulação, Palmeiras encara o Goiás de olho em 2020

Partida desta quinta-feira é a primeira da equipe paulista sem o técnico Mano Menezes e o diretor de futebol Alexandre Mattos

Guilherme Amaro, O Estado de S.Paulo

05 de dezembro de 2019 | 04h32

Sem vencer há cinco jogos, com o olhar já voltado para 2020 e por isso "correndo atrás" de um novo treinador – o acerto com Jorge Sampaoli está encaminhado –, o Palmeiras busca terminar a temporada de maneira digna diante de seus torcedores. Esta noite, faz contra o Goiás, às 19h15, no Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas, sua penúltima partida no Campeonato Brasileiro e espera encerrar o jejum.

Como o novo treinador só assumirá na temporada que vem, a equipe será comandada pelo auxiliar da comissão técnica permanente do clube, Andrey Lopes, que fará mudanças na escalação em relação ao time de Mano Menezes. Vitor Hugo, Gustavo Scarpa e Hyoran passaram por cirurgias recentemente. Outros desfalques são Gustavo Gómez, macgucado, e Felipe Melo e Willian, suspensos.

Na zaga, Edu Dracena faz sua despedida de campo. Ele explicou na quarta-feira que vai se aposentar ao fim desta temporada. Aos 38 anos, o defensor disse que espera continuar no futebol, mas ainda não definiu um cargo para exercer no futuro. Deixou aberta a possibilidade de ser dirigente, técnico ou até comentarista. No ataque, Luiz Adriano fez trabalhos à parte nesta quarta e é dúvida. Se não ficar à disposição, será substituído por Borja ou Deyverson. Os dois centroavantes reservas têm sido contestados há tempos no Palmeiras e não devem permanecer em 2020.

A partida contra o Goiás acontecerá no Estádio Brinco de Ouro, em Campinas, porque o Allianz Parque receberá show e o Pacaembu está com o gramado castigado. Sendo assim, a diretoria optou por fazer o duelo na casa do Guarani. Enquanto o time faz os últimos jogos de 2019 – domingo se despede do Brasileirão enfrentando o Cruzeiro, em Minas Gerais –, o presidente Maurício Galiotte trabalha para contratar um novo diretor de futebol e um treinador.

Para o cargo na diretoria, vago com a demissão de Alexandre Mattos, Diego Cerri, atualmente no Bahia, é um dos cotados. Rodrigo Caetano é outra opção. Para comandar a equipe, a aposta é que Sampaoli aceite a proposta. As definições devem ocorrer somente após o Brasileirão.

FICHA TÉCNICA

Palmeiras: Weverton; Marcos Rocha, Luan, Edu Dracena e Diogo Barbosa; Matheus Fernandes, Bruno Henrique e Lucas Lima; Dudu, Carlos Eduardo e Borja.

Técnico: Andrey Lopes (interino)

Goiás: Tadeu; Yago Rocha, F. Sanches, Rafael Vaz e Jefferson; Gilberto, Léo Sena e Thalles; Barcia, Rafael Moura e Rafinha.

Técnico: Ney Franco.

Juiz: Bruno Arleu de Araujo (RJ) 

Local: Brinco de Ouro, em Campinas

Horário: 19h15 (horário de Brasília)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.