Em Salvador, Flamengo derrota o Bahia

Com um gol do atacante Fernando Baiano, aos 43 minutos do segundo tempo, o Flamengo derrotou, neste domingo, o Bahia, por 2 a 1, no Estádio da Fonte Nova, em Salvador, diante de 50.426 torcedores. O gol de Fernando Baiano, que pouco antes tinha colocado uma bola na trave, amenizou a culpa do goleiro do Flamengo, Júlio César. Ele tinha sido o responsável pelo gol de empate do Bahia, depois de chutar a bola na cabeça do zagueiro Fabinho. O gol contra evitava a derrota do Bahia, na estréia de cinco reforços para o Campeonato Brasileiro. O lance inusitado, aos 28 minutos do segundo tempo, deu esperanças à torcida baiana, angustiada desde o gol de pênalti marcado por Felipe, no início do jogo. Apesar de obtido com a falha esquisita do goleiro, o empate por 1 a 1 refletia o desempenho dos times em um jogo equilibrado. O técnico do Bahia, Bobô, promoveu a estréia dos meias Adriano e Otacílio, dos laterais Guto e Lino, além do atacante Paulo Sérgio. O resultado foi a dificuldade na troca de passes pois os jogadores tiveram pouco tempo para se conhecer nos treinamentos. O Flamengo aproveitou a oportunidade e abriu o placar logo aos 12 minutos. Marcelo Souza derrubou Athirson na área, em uma boa jogada de Andrezinho. Na cobrança do pênalti, Felipe deslocou o goleiro Márcio para o canto direito e tocou, rasteiro, no esquerdo. Com a vantagem no placar, o Flamengo cadenciou o jogo e o Bahia teve dificuldades para reagir diante da dificuldade de comunicação entre tantos jogadores estreantes. Adriano tentou armar as jogadas, mas a marcação do Flamengo foi superior. Cláudio, de fora da área, e Preto, em outro chute de longa distância, exigiram boas defesas do goleiro Júlio César. Nos últimos minutos do primeiro tempo, o Bahia melhorou, passou a pressionar com insistência e o Flamengo resistiu como pôde. Bobô se irritou porque o árbitro parou o jogo, atendendo a pedido de jogadores do Flamengo, que se queixavam de contusões. O Bahia manteve a disposição para o empate no segundo tempo. Adriano, o melhor entre os cinco estreantes, saiu do jogo, cansado. A insistência do Bahia em buscar o empate abriu o meio-campo aos contra-ataques do Flamengo. O goleiro Márcio salvou depois de uma subida de Athirson. Paulo Sérgio foi o segundo estreante do Bahia a ser substituído, enquanto o Flamengo voltava a cadenciar o jogo para garantir o bom resultado fora de casa. O goleiro Júlio César repôs a bola na cabeça de Fabinho e o gol contra atrapalhou os planos do Flamengo. Fernando Baiano salvou, ao marcar o gol da vitória. Ficha Técnica: Bahia: Márcio; Guto, Marcelo Souza, Valdomiro e Lino; Preto, Otacílio (Nilson), Jair e Adriano (Luis Alberto); Cláudio e Paulo Sérgio (Marcelo). Técnico: Bobô. Flamengo: Júlio César; Fábio Baiano, André Bahia, Fernando e Athirson; Fabinho, André Gomes, Andrezinho e Felipe; Jean (Felipe Melo) e Zé Carlos (Fernando Baiano). Técnico: Nelsinho Batista. Gols: Felipe aos 12 minutos do primeiro tempo; Fabinho (contra) aos 28 e Fernando Baiano aos 43 minutos do segundo tempo. Árbitro: Sálvio Fagundes Filho (SP). Público: 50.426 pagantes. Local: Estádio da Fonte Nova, Salvador.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.