Em Salvador, Vitória toma virada do Náutico e perde a vice-liderança da Série B

O Vitória não conseguiu retomar a vice-liderança da Série B do Campeonato Brasileiro. Neste sábado, o time baiano foi derrotado pelo Náutico por 3 a 2, de virada, no estádio Barradão, em Salvador, no complemento da 33ª rodada. Com o triunfo sobre o Boa na última terça-feira, o América-MG é agora o segundo colocado com os mesmos 57 pontos e maior números de vitórias: 17 a 16.

Estadão Conteúdo

31 de outubro de 2015 | 19h29

O Náutico, por sua vez, conquistou o terceiro triunfo nos últimos quatro jogos e voltou para a briga pelo acesso. O time assumiu o sexto lugar com 52 pontos, dois atrás do Bahia, que fecha o G4.

Os times fizeram um começo de jogo equilibrado, de estudo, mas o Vitória foi mortal e abriu o placar logo aos 12 minutos. Diogo Mateus cruzou da direita e Elton subiu mais que a marcação para desviar de cabeça para o fundo das redes.

O Náutico tentou reagir. Mesmo com dificuldades para criar jogadas, o time pernambucano teve duas boas oportunidades de marcar, mas parou no goleiro Gatito Fernandez em finalizações de Bérgson e Daniel Morais. Apesar dos sustos, o Vitória conseguiu controlar bem o jogo e foi para os vestiários em vantagem.

O visitante voltou fulminante para a segunda etapa e virou o placar em apenas sete minutos. No primeiro lance de ataque, após cruzamento rasteiro da esquerda, Daniel Morais se esticou para desviar de bico e empatar no primeiro minuto. Aos sete, Bergson recebeu livre e bateu cruzado em direção à área. No meio do caminho, Diego Renan desviou contra a própria meta, mas a arbitragem deu o gol para o atacante pernambucano.

Mesmo com a virada, o Náutico não deixou de atacar e ampliou aos 15 minutos. Hiltinho cruzou rasteiro, a defesa baiana vacilou, não conseguiu fazer o corte e a bola sobrou limpa para João Ananias, que tocou na saída do goleiro. O gol foi um balde de água fria para os torcedores, que iniciaram a debandada do estádio com apenas 20 minutos.

Os donos da casa não desistiram e diminuíram em lance inusitado. Após o goleiro Julio César pegar recuo de bola com as mãos, o jovem Rafaelson acertou chute forte aos 38 minutos e descontou. Apesar do final movimentado, o Vitória fez pressão, mas não conseguiu chegar ao empate.

Os dois times voltam a campo no próximo final de semana, pela 34.ª rodada. No sábado, às 17h30 (de Brasília), o Vitória encara o Macaé, fora de casa, enquanto que o Náutico recebe o Paraná, na Arena Pernambucano, no Recife, no mesmo dia e horário.

FICHA TÉCNICA

VITÓRIA 2 x 3 NÁUTICO

VITÓRIA - Gatito Fernández; Diogo Mateus, Kanu, Ramon e Diego Renan; Amaral, Pedro Ken, Rhayner, Vander (Yan) e Escudero; Élton (Rafaelson). Técnico: Vagner Mancini.

NÁUTICO - Julio Cesar; Rafael Pereira, Ronaldo, Fabiano Eller e Fillipe Soutto; Ananias, Caucaia, Biteco (Niel) e Hiltinho; Bergson (Rogerinho) e Daniel Morais (Douglas). Técnico: Gilmar Dal Pozzo.

GOLS - Elton, aos 12 minutos do primeiro tempo; Daniel Morais, a 1, Bergson, aos 7, João Ananias, aos 15, e Rafaelson, aos 38 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Fellipe Souttou e Guilherme Biteco (Náutico).

ÁRBITRO - Rodrigo D´Alonso Ferreira (SC).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Barradão, em Salvador (BA).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSérie BVitóriaNáutico

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.