Carl Recine/Reuters
Carl Recine/Reuters

Em São Petersburgo, Chile vê definição da Alemanha como rival em um restaurante

Grande decisão da competição acontece neste domingo, às 15h (de Brasília)

O Estado de S.Paulo

29 de junho de 2017 | 19h58

A delegação do Chile chegou nesta quinta-feira a São Petersburgo, local da grande decisão da Copa das Confederações, que está sendo disputada na Rússia, neste domingo, às 15 horas (de Brasília), contra a seleção da Alemanha - que garantiu a vaga na final ao golear o México por 4 a 1, em Sochi, nesta quinta.

Os jogadores acompanharam a partida semifinal para saber contra quem lutariam pelo título da competição em um restaurante de São Petersburgo, antes de se instalar no hotel e descansar até a manhã desta sexta-feira, quando o elenco fará o primeiro treinamento visando a final do torneio, que é um evento-teste para a Copa do Mundo de 2018.

Herói do Chile por defender três cobranças de pênaltis na semifinal contra os portugueses, após empate em 0 a 0 no tempo normal e na prorrogação, o goleiro Claudio Bravo, que defende o Manchester City, destacou a força emocional do grupo após a vitória emocionante da última quarta-feira, que colocou a equipe sul-americana em sua terceira final seguida de uma competição internacional.

"Somos uma equipe forte no aspecto psicológico. Desde o momento em que pusemos os pés aqui, sempre demonstramos que queremos seguir vivos. Coroar passos decisivos neste processo da seleção nos deixa satisfeitos, mas é um passo importante e estamos orgulhosos de repetir uma nova final", disse Claudio Bravo, citando as decisões da Copa América de 2015, jogada no Chile, e da Copa América Centenário, em 2016, disputada nos Estados Unidos. Ambas foram vencidas pelos chilenos em decisões contra a Argentina.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.