Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Em segredo, Valentim esboça time titular do Palmeiras para o clássico

Alviverde enfrenta o Corinthians em Itaquera para diminuir vantagem do rival na liderança para apenas dois pontos

Estadão Conteúdo

02 Novembro 2017 | 15h14

O técnico Alberto Valentim esboçou na manhã desta quinta-feira o time titular do Palmeiras para o clássico com o Corinthians, no domingo, às 17 horas, no Itaquerão, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro.

+ Técnico auxilia recuperação de Borja com treinos individuais

A escalação, no entanto, é um mistério, pois a atividade desta quinta foi totalmente fechada à imprensa. Nem o aquecimento e a tradicional entrevista coletiva foram liberados aos jornalistas, como aconteceu na quarta-feira. A informação sobre o ensaio com os prováveis titulares foi confirmada apenas pelo site oficial do clube.

Depois de cumprir suspensão, o volante Bruno Henrique deve voltar ao time no lugar de Jean. Na zaga, Mina deverá retornar à equipe depois de três meses de recuperação por causa de uma fratura no quinto metatarso do pé esquerdo sofrida no último jogo do Palmeiras nesta Libertadores, no início de agosto, quando foi eliminado pelo Barcelona de Guayaquil, em São Paulo, nas oitavas de final. O colombiano está bem fisicamente e deverá substituir Juninho.

Nas outras posições, Valentim deverá manter a escalação do empate com o Cruzeiro, por 2 a 2, no Allianz Parque, na última segunda-feira. Os palmeirenses também ensaiaram jogadas aéreas e finalizações nesta quinta, de acordo com relato do site oficial do clube. Até domingo, o time ainda terá dois treinamentos pela frente antes do clássico. O clube não tem atletas no departamento médico neste momento.

Com o empate diante dos cruzeirenses, o Palmeiras desperdiçou a oportunidade de ficar apenas três pontos atrás do Corinthians e de atuar neste domingo já com a chance de assumir a liderança do Brasileirão, hoje nas mãos do arquirrival, que tem cinco pontos de vantagem sobre a equipe alviverde, vice-líder da competição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.