Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Gustavo Aleixo/Cruzeiro
Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Em situações opostas, América-MG e Cruzeiro se enfrentam no Independência

Duelo opõe rivais que têm objetivos diferentes na Série B do Campeonato Brasileiro

Redação, Estadao Conteudo

02 de dezembro de 2020 | 09h06

O confronto mineiro entre América e Cruzeiro vai encerrar a 25.ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro nesta quarta-feira, às 21h30, no Independência, em Belo Horizonte. Em campo, dois rivais em situações opostas.

O América, apesar de na última rodada só ter empatado com o lanterna Oeste, por 1 a 1, está em bom momento e não perde há cinco jogos - duas vitórias e três igualdades. O time do técnico Lisca ocupa a vice-liderança com 44 pontos.

O Cruzeiro, por sua vez, sofreu a primeira derrota sob o comando de Felipão ao cair diante do Confiança por 2 a 1, no Mineirão. Como se não bastasse, o time celeste voltou a ser o primeiro clube fora da zona de rebaixamento, com apenas 28 pontos.

"Se for analisar um contexto de tudo o que aconteceu com o Cruzeiro neste ano, no meu ponto de vista, sincero e aberto, eu tenho que dizer que o Cruzeiro não vai conseguir subir, porque são salários atrasados, brigas jurídicas, trocas de presidentes", afirmou o atacante William Pottker, um dos últimos reforços a chegar ao time.

O clássico ainda terá dois técnicos que disseram "não" ao Cruzeiro. Lisca foi o primeiro cogitado, mas preferiu o América. Felipão também negou, mas dias depois disse "sim". Mas desde que chegou ao clube, ele bate na mesma tecla. "Precisamos chegar ao 45 pontos. Esta é nossa meta". Essa é a marca para evitar o rebaixamento, segundo os estatísticos.

No América, o lateral-direito Diego Ferreira e o lateral-esquerdo Sávio voltam após cumprirem isolamento por causa da covid-19. O primeiro entrará na vaga de Daniel Borges, enquanto Sávio disputará posição com João Paulo.

O volante Zé Ricardo sofreu lesão na coxa esquerda e voltou ao departamento médico. Flávio, que o substituiu em Barueri, deverá ser titular. Sabino e o recém-contratado Léo Gomes correm por fora.

No Cruzeiro, Felipão fará mudanças. Assim como a torcida, a paciência do comandante acabou com Patrick Brey. O garoto Matheus Pereira voltará a ser titular na lateral esquerda. Na zaga, Cacá jogará ao lado de Manoel. Com isso, Ramon voltará ao meio-campo junto com Jadsom. E Adriano perderá a vaga. No ataque, Marcelo Moreno está suspenso. O trio ofensivo continuará sendo composto por William Pottker, Rafael Sobis e Airton. Por fim, Henrique e Stênio seguem em transição após cirurgias e continuam fora do time.

A quarta-feira ainda terá o duelo em Ribeirão Preto entre Botafogo-SP e Juventude, às 19 horas. O clube paulista amarga a lanterna com só 19 pontos e, após o empate sem gols diante do Figueirense, chegou a seis jogos sem vitória - dois empates e quatro derrotas. Já o Juventude bateu o Náutico, por 1 a 0, e, com 40 pontos, defenderá sua posição no G4, a zona de acesso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.