Marcos Arcoverde/AE
Marcos Arcoverde/AE

Em tarde de festa, Vasco goleia e assume a ponta da Série B

Jogando no Maracanã, time vence o Ipatinga por 4 a 0 e abre três pontos de vantagem sobre o Vila Nova-GO

Sílvio Barsetti, O Estado de S. Paulo

22 de agosto de 2009 | 18h45

RIO - Na festa dos 111 anos do Vasco, a torcida do time carioca lotou o Maracanã e quebrou o recorde de público de todas as séries do Campeonato Brasileiro de 2009. Mais de setenta e seis mil pessoas pagaram ingresso para ver o Vasco derrotar o Ipatinga por 4 a 0, assumir a liderança isolada da Série B e igualar a campanha do Corinthians, que, ao término do primeiro turno da Segunda Divisão em 2008, somou 39 pontos, com 11 vitórias, seis empates e duas derrotas. Até no saldo de 22 gols o Vasco imitou o Corinthians na temporada passada.

Veja também:

Brasileirão Série B - tabela Classificação | lista Tabela

especialSÉRIE B - Leia mais sobre a competição

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Desde cedo, a torcida começou a ocupar a arquibancada e o setor de cadeiras do estádio. Havia um clima de euforia entre os vascaínos, motivados pelo tropeço do Atlético Goianiense, na última terça-feira, contra o Bahia, o que levaria o Vasco a se distanciar dos demais se vencesse o Ipatinga.

No início da partida, alguns jogadores do Vasco pareciam ainda tímidos ou um pouco assustados com o Maracanã totalmente tomado. Alex Teixeira, de cabeça, aos 11 minutos, deixou a tensão para trás e iniciou a goleada. O meia Carlos Alberto, que vestiu a camisa 111, foi o autor do segundo gol, já nos acréscimos do primeiro tempo. "Marquei presença nesta data especial para o clube. Fiquei muito ansioso quando soube que ia vestir essa camisa especial", disse Carlos Alberto, substituído e ovacionado durante a etapa final.

Depois que a vitória já parecia consolidada, a torcida do Vasco passou a entoar cânticos de provocação ao Fluminense, que está em situação muito difícil na Série A, com sério risco de queda para a Segundona.

Elton, de pênalti, ampliou. E Alex Teixeira fechou o placar, num contra-ataque, para alegria de milhares de vascaínos que pulavam no Maracanã, entre os quais o sambista Paulinho da Viola e o governador do Rio de Janeiro, Sergio Cabral (PMDB).

Agora líder, o Vasco defende a sua posição na próxima terça contra o Brasiliense, em Taguatinga. Já o Ipatinga recebe o Figueirense, no estádio Ipatingão, no interior de Minas Gerais, disposto a terminar com a má fase.

VASCO 4 x IPATINGA

Vasco - Fernando Prass; Paulo Sérgio (Fagner), Vilson, Gian e Ramon; Mateus, Souza, Enrico e Alex Teixeira; Carlos Alberto (Adriano) e Elton (Aloísio). Técnico: Dorival Júnior.

Ipatinga - Fred; Alex Silva, Thiago Matias, Max e Marinho Donizete; Alessandro Lopes (Leandro Brasília), Max Carrasco, Lucas e Marcelo Moscatelli; Diego (Márcio) e Marcelo Ramos. Técnico: Emerson Ávila.

Gols - Alex Teixeira, aos 11, e Carlos Alberto, aos 47 minutos do primeiro tempo; Elton (pênalti), aos 11, e Alex Teixeira, aos 43 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos - Aloísio (Vasco); Thiago Matias, Alessandro Lopes, Max e Lucas (Ipatinga).

Árbitro - João Alberto Gomes Duarte (RN).

Renda - R$ 1.415.275,00.

Público - 76.211 pagantes.

Local - Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).

Tudo o que sabemos sobre:
Série BVascoIpatinga

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.