Alberto Lingria/Reuters
Alberto Lingria/Reuters

Em temporada ruim, Wenger vê Arsenal pressionado a vencer a Liga Europa

"Sim, existe alguma pressão extra sobre nós para nos sairmos bem nesta competição", afirmou o treinador

Estadão Conteúdo

04 de abril de 2018 | 11h02

Costumeiramente deixada em segundo plano pelos gigantes do Velho Continente, a Liga Europa virou a salvação de uma temporada decepcionante para o Arsenal. Foi o que admitiu, nesta quarta-feira, o técnico Arsène Wenger, na véspera do duelo de ida com o CSKA Moscou, pelas quartas de final do torneio continental, em Londres. E o treinador francês reconheceu que o time vai entrar em campo pressionado.

+ Confira a tabela do Campeonato Inglês

"Sim, existe alguma pressão extra sobre nós para nos sairmos bem nesta competição. Isso é por estar como estamos. Devo dizer que temos que ver isso de uma forma que é uma oportunidade que queremos ter e manter as prioridades certas, isso significa focar em quão bem jogamos juntos, na qualidade do nosso jogo, em como queremos jogar futebol. Depois, a consequência será um resultado positivo", afirmou.

Nesta temporada, o Arsenal está apenas em sexto lugar no Campeonato Inglês, a 13 pontos da zona de classificação para a próxima edição da Liga dos Campeões. Além disso, o time caiu em seu primeiro confronto na Copa da Inglaterra e ainda foi batido na decisão da Copa da Liga Inglesa. Assim, a chance de título é apenas na Liga Europa, conquista que poderia lhe render a classificação à Liga dos Campeões.

Na sua entrevista coletiva, Wenger evitou revelar qual será a escalação do time londrino, o que incluiu a presença ou não do atacante francês Alexandre Lacazette, que iniciou no banco de reservas o duelo do último domingo com o Stoke City, pelo Campeonato Inglês, ainda que seja o artilheiro do Arsenal na temporada. "Lacazette está pronto para começar, sim. Eu não decidi se ele vai começar ou não, mas ele está disponível e pronto para começar", avisou. "Nós basicamente temos todo mundo disponível", concluiu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.