Em time de Cafu, Infantino disputa jogo festivo contra presidente da Bolívia

Em mais uma parada na sua visita à América do Sul, o presidente da Fifa, Gianni Infantino, entrou em campo nesta quinta-feira para um jogo festivo contra equipe liderada pelo presidente da Bolívia, Evo Morales, em Cochabamba. O time de Infantino contou com a participação do brasileiro Cafu, pentacampeão mundial com a seleção brasileira em 2002.

Estadão Conteúdo

31 de março de 2016 | 15h03

O time de Infantino e Cafu, chamado de "Amigos de Gianni", venceu o jogo que durou apenas 60 minutos. Depois do 0 a 0, a partida foi decidida em duas cobranças de pênalti. O presidente da Fifa converteu a finalização, mas Evo Morales desperdiçou a sua, definindo o placar.

Também estiveram no gramado o argentino Martín Palermo, o espanhol Fernando Hierro e o colombiano Faustino Asprilla. Nenhum deles reclamou das dificuldades de se jogar a 2.571 metros de altitude de Cochabamba. "Me sinto em casa", afirmou o novo presidente da Fifa.

Antes da partida, Infantino e o presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez, concederam entrevista coletiva na qual o dirigente da Fifa tentou se esquivar de perguntas sobre corrupção na entidade.

"Não podemos mudar o passado, mas podemos influenciar o futuro. E nos encontrando no gramado estamos devolvendo o foco ao futebol, como deve ser. O fato de contarmos com uma boa quantidade de ídolos que vieram até Cochabamba para enfrentar o time do presidente Morales é um grande sinal. Agradeço a todos", declarou Infantino.

No mesmo evento, Alejandro Domínguez disse que a Conmebol está colaborando com a Justiça dos países nos quais há investigações de corrupção no futebol. Também anunciou uma auditoria na entidade, que incluiria investigar também a gestão do boliviano Carlos Chávez, ex-tesoureiro da Conmebol. Chávez está preso por suspeita de corrupção em solo boliviano.

Ainda nesta quinta, Infantino viajará para Colômbia, sua última parada neste périplo pela América do Sul. O presidente da Fifa já visitou o Uruguai e o Paraguai nestes últimos dias.

Tudo o que sabemos sobre:
FifaGianni Infantino

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.