Em tom de protesto, Neymar faz a 'dança da estátua'

Após marcar o primeiro gol contra o Remo, Neymar inaugurou nesta quinta-feira as comemorações com uma coreografia inusitada: com os companheiros, subitamente ficou imóvel. "Não é mais dancinha, agora é estátua", explicou o garoto no intervalo, numa espécie de protesto contra as críticas que vinha sofrendo por suas molecagens após os gols.

AE, Agência Estado

19 de março de 2010 | 00h07

Veja também:

linkSantos comemora 'folga' conquistada em Belém

linkJOGO - Leia como foi Remo 0x4 Santos

lista COPA DO BRASIL - Mais do torneio

tabela COPA DO BRASIL - Tabela

No clássico contra o Palmeiras, no último domingo, as brincadeiras de Neymar e cia. chegaram a servir de munição para o rival, que venceu por 4 a 3 e fez questão de imitar o costume, em tom de vingança. Mesmo com o episódio, os garotos da Vila Belmiro não se intimidaram e mantiveram as dancinhas irreverentes nesta quinta, comemorando cada gol de maneira diferente.

Além das comemorações, os santistas vibraram com o fato de terem agora uma semana livre com a classificação antecipada. "Estamos felizes por ter eliminado o jogo de volta. Estávamos precisando desta folga. Jogar de quarta e domingo desgasta pra caramba", comentou André.

Ao Remo restou a obrigação de voltar para sua realidade e tentar tirar do Paysandu o título estadual deste ano. O torcedor que começou aplaudindo o time da casa acabou reconhecendo no fim a graça dos visitantes. "Enfrentamos um time de toques rápidos e sabedoria para jogar", disse Gian.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCopa do BrasilSantos FCNeymar

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.