Bruno Cantini/Atlético
Bruno Cantini/Atlético

Em treino, Larghi indica Atlético-MG com escalação cautelosa diante do Palmeiras

Alvinegro deve visitar o alviverde com três volantes em sua formação titular

Estadão Conteúdo

21 de julho de 2018 | 17h14

O Atlético Mineiro deve entrar em campo com uma escalação mais cautelosa diante do Palmeiras, no Allianz Parque. Neste sábado, no treino realizado no CT do São Paulo, o último antes do duelo no Allianz Parque, domingo, às 16 horas, técnico Thiago Larghi montou a equipe com três volantes.

+ Dudu, Jailson e Moisés de volta: como o Palmeiras deve pegar o Atlético-MG

Na atividade, Matheus Galdezani foi testado no meio de campo, formando uma trinca de volantes com José Welison e Elias. Ele deve substituir o atacante Edinho, que se lesionou em sua estreia, na derrota do time mineiro para o Grêmio, na última quarta-feira, em Porto Alegre.

Se for confirmada a formação treinada no trabalho realizado neste sábado, o Atlético terá a seguinte escalação contra o Palmeiras: Victor; Patric, Gabriel, Juninho e Fábio Santos; José Welison, Elias, Chará, Matheus Galdezani e Luan; Ricardo Oliveira.

A delegação do Atlético teve um contratempo na viagem de Porto Alegre a São Paulo. Um problema nos radares afetou pousos e decolagens nos aeroportos de Congonhas, na capital paulista, e de Cumbica, em Guarulhos (SP). Dentre eles estava o da delegação atleticana, que embarcou apenas às 23h30, três horas depois do previsto. Mesmo assim, os jogadores seguiram a programação normalmente e treinaram no horário marcado na manhã deste sábado.

Diante do Palmeiras, o time alvinegro, que perdeu a vice-liderança e caiu para a terceira posição, estacionado nos 23 pontos, busca se reabilitar no Campeonato Brasileiro. Pesa a favor do Atlético o bom retrospecto contra o time paulista, para quem a equipe mineira não perde há 13 jogos. No Allianz Parque, palco da partida, o Atlético nunca foi derrotado.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.