Alexandre Vidal/Flamengo
Alexandre Vidal/Flamengo

Em vantagem, Flamengo recebe Athletico-PR com missão de avançar e evitar a crise

Goleada do São Paulo ligou o sinal de alerta na equipe carioca, que tem a vantagem de jogar pelo empate nesta quarta-feira

Redação, Estadão Conteúdo

04 de novembro de 2020 | 08h24

O Flamengo, quem diria, entra em campo nesta quarta-feira, diante do Atlhetico-PR, pressionado. Às 21h30, no Maracanã, o time é amplo favorito para avançar às quartas de final na Copa do Brasil. Mas a goleada sofrida diante do São Paulo no domingo voltou a acender o sinal de alerta no clube. A obrigação é espantar a zebra para não entrar em crise.

Depois de levar 5 a 0 do Independiente del Valle, na Libertadores, e ver a vaga ameaçada, o técnico Domènec Torrent foi bastante cobrado. Na época, o Flamengo reagiu e engatou sequência boa de resultados. Se garantiu na fase seguinte da competição e cresceu no Brasileirão.

Mas a quebra da invencibilidade novamente veio com uma goleada e, consequentemente, falhando na terceira tentativa de assumir a liderança do Brasileirão. Já havia desperdiçado diante do Red Bull Bragantino e do Internacional no confronto direto, até levar os 4 a 1 do São Paulo. Assim, mais uma vez o treinador espanhol foi questionado.

Com a vantagem de 1 a 0 feita em Curitiba, basta um empate no Maracanã para que o clube carioca não repita a eliminação na Copa do Brasil diante do Athletico-PR. Mas virou obrigação jogar bem e ganhar para resgatar a imagem de grupo forte arranhada pelas duas últimas apresentações.

No jogo de ida, não fosse o goleiro Hugo Souza fechar o gol e a tarefa nesta quarta-feira seria bem mais difícil. O jovem fez três belas defesas e defendeu um pênalti de Walter. Os cariocas seguraram o 1 a 0 e a possibilidade de empatar para avançar.

Domènec terá reforço na marcação com a volta de Thiago Maia e William Arão, suspensos no fim de semana. E pode sacar Gustavo Henrique na defesa e optar por Gabriel Noga. O defensor falhou demais contra o São Paulo.

Além da possível mudança na defesa, resta saber se o técnico manterá o esquema com três atacantes ou se sacará Vitinho para optar por uma escalação com quatro jogadores no meio-campo.

Atual campeão da Copa do Brasil, o Athletico-PR jogará sem peças importantes no Maracanã. Remanescentes da conquista de 2019, Nikão, Léo Cittadini e Márcio Azevedo serão poupados por causa da desgastante sequência de jogos. Eles se recuperarem recentemente de lesões e não vão ao Rio.

Paulo Autuori apostará no trio ofensivo formado por Carlos Eduardo, Reinaldo e Walter para tentar surpreender os cariocas no Maracanã. Mas a crise é grande nós paranaenses. Há 10 jogos sem vitórias, o time vem de quatro derrotas seguidas. Nesse jejum de triunfos, foram dois encontros com o Flamengo, que ganhou ambos.

Os zagueiros Pedro Henrique e Thiago Heleno estão à disposição. Eles se recuperaram de lesão e da covid-19, respectivamente, e podem aparecer no time titular.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.