Daniel Teixeira/AE
Daniel Teixeira/AE

Em vantagem, São Paulo tenta confirmar classificação na Sul-Americana

Jogadores prometem manter a atenção do início ao fim do jogo contra o Bahia

FERNANDO FARO, Agência Estado

21 de agosto de 2012 | 08h05

SÃO PAULO - Em clima de paz após reencontrar o caminho das vitórias no Campeonato Brasileiro, ao bater a Ponte Preta no último sábado, o São Paulo volta ao Morumbi para uma missão teoricamente mais simples: confirmar sua classificação na Copa Sul-Americana. Como venceu o Bahia por 2 a 0 no jogo de ida, em Salvador, o time só perde a classificação caso seja derrotado por três gols de diferença nesta terça-feira, a partir das 21h15 (de Brasilia, com transmissão ao vivo da rádio Estadão ESPN).

Embora o cenário seja confortável e a equipe já comece a pensar no clássico contra o Corinthians, no domingo, pelo Brasileirão, o técnico Ney Franco sinalizou que não pretende poupar ninguém nesta terça-feira. A exceção será o atacante Luis Fabiano, que se recupera de um estiramento muscular na coxa esquerda e não enfrenta o Bahia.

A seis pontos do G4 no Brasileirão e distante 14 pontos do líder Atlético-MG, a diretoria do São Paulo enxerga na Copa Sul-Americana a derradeira oportunidade de levantar um troféu na temporada e recolocar o clube na Libertadores após dois anos de ausência. O presidente Juvenal Juvêncio, inclusive, já avisou que pretende montar uma equipe fortíssima caso se classifique para o principal torneio continental.

Mesmo com a boa vantagem no confronto com o Bahia, os jogadores descartam qualquer tipo de relaxamento e prometem manter a atenção do início ao fim do jogo. "Estamos conversando e tanto nós quanto o Ney temos falado da importância de entrarmos ligados desde o primeiro minuto. Aquele jogo ficou para trás e agora está zero a zero, não podemos bobear porque, se sofrermos um gol no começo do jogo, pode nos complicar", afirmou o lateral-esquerdo Cortez.

Para os jogadores, se a equipe repetir o comportamento demonstrado no duelo de ida, quando impôs seu ritmo e dominou as ações em Salvador, a classificação pode ser facilitada. "Não podemos abrir mão de nenhum campeonato, é isso que estamos fazendo. Agora vamos pensar no Bahia e depois falaremos de Brasileiro, não podemos perder a concentração", ressaltou o atacante Ademilson.

Pesa também a volta da confiança após a convincente vitória no sábado. O triunfo sobre a Ponte Preta devolveu um pouco da tranquilidade e aliviou a pressão que vinha crescendo pela série de três derrotas no Brasileirão. "Estava um clima ruim com aquela sequência, ninguém sorria, todo mundo com uma cara meio séria. Mas agora não, voltamos a brincar uns com os outros e a alegria está de volta", concluiu Ademilson.

 

FICHA TÉCNICA

 

SÃO PAULO - Rogério Ceni; Paulo Miranda, Rafael Toloi e Rhodolfo; Rodrigo Caio, Denilson, Maicon, Jadson e Cortez; Ademilson e Lucas. Técnico: Ney Franco

 

BAHIA - Marcelo Lomba; Diones, Titi, Danny Morais e Victor Lemos; Fahel, Mancini, Zé Roberto e Gabriel; Lulinha (Madson) e Souza. Técnico: Caio Júnior

 

Árbitro: Sandro Meira Ricci (Fifa-DF)

Horário: 21h15 (de Brasília)

Local: Morumbi, em São Paulo

TV: Pay-per-view

Rádio: Estadão ESPN (AM 700/FM 92,9)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.