Em Varginha, Avaí vence o Boa e segue na cola do líder Fortaleza na Série B

Equipe catarinense venceu por 2 a 0, nesta sexta-feira, pela 11.ª rodada, no estádio Dilzon Melo, na cidade de Varginha (MG).

Estadão Conteúdo

15 Junho 2018 | 22h34

O Avaí confirmou a vice-liderança do Campeonato Brasileiro da Série B ao vencer o Boa por 2 a 0, nesta sexta-feira, pela 11.ª rodada, no estádio Dilzon Melo, na cidade de Varginha (MG). Com 21 pontos, o time catarinense está cinco atrás do líder Fortaleza, enquanto que o mineiro completou quatro jogos sem vencer, continua com seis pontos e na lanterna.

+ Confira a classificação da Série B do Brasileiro

Mesmo longe de casa, o Avaí começou melhor, tendo maior volume e dominando o meio de campo. Aos 15 minutos já abriu o placar em uma bela troca de passes de seus atacantes. Renato cruzou da direita, Rodrigo fez o trabalho de pivô e rolou para o chute colocado e em curva de Romulo.

O Boa não entrou no jogo, deixando o goleiro Aranha como um mero espectador. O Avaí, ao contrário, tinha consciência com a bola nos pés e quase ampliou aos 36 minutos em um chute de forte de Rômulo. Desta vez, porém, o goleiro Fabrício espalmou para escanteio. Mas ele vacilou na tentativa de sair do gol para impedir o toque por cobertura de Renato, que aproveitou bem o lançamento de Rômulo aos 46. O time catarinense foi para o vestiário com ampla e merecida vantagem: 2 a 0.

Sem alternativa, o técnico Daniel Paulista voltou com o time mineiro mais agressivo. Tirou o volante Amaral para a entrada do atacante Bruno Tubarão. Mas no começo ocorreram duas expulsões. Aos oito minutos, o experiente Rodrigão deu um chute por baixo e acertou Caíque na frente do árbitro, que lhe mostrou o cartão vermelho. A vantagem numérica, porém, não rendeu nada ao Boa porque aos 12 Foguinho cometeu falta em Renato e levou o segundo cartão amarelo, sendo expulso.

O time mineiro foi mais intenso no ataque. Aos 15 minutos, após cruzamento de Bruno Tubarão, o atacante Douglas Baggio chutou forte e Aranha defendeu. O goleiro catarinense ainda impediu o gol aos 23, em um chute de longa distância de Tubarão, que ainda quicou antes que Aranha mandasse para escanteio.

Sentindo a pressão, o técnico Geninho pediu para o Avaí sair da defesa. Além disso, ganhou força nova no ataque com Getúlio entrando no lugar de Romulo. Só que foi Renato quem quase ampliou aos 35 minutos. Ele desceu em diagonal e chutou em curva, mas a bola bateu na trave direita e saiu. O placar não mudou mais.

Pela 12.ª rodada, o Avaí vai atuar contra o Guarani nesta terça-feira, às 21h30, no estádio da Ressacada, em Florianópolis. O Boa vai pegar o Vila Nova no dia 23, sábado, às 19 horas, de novo em Minas Gerais.

FICHA TÉCNICA

BOA 0 x 2 AVAÍ

BOA - Fabrício; Lucas Taylor, Caíque, Artur Jesus e Foguinho; Amaral (Bruno Tubarão), Djavan (Rafinha), Alyson, William Barbio (Genesis) e Leandro Canhoto; Douglas Baggio. Técnico: Daniel Paulista.

AVAÍ - Aranha; Fagner Alemão, Betão e Airton; Guga, Judson,Pedro Castro (Luan), Renato (Carlos Alberto) e Capa; Romulo (Getúlio) e Rodrigão. Técnico: Geninho.

GOLS - Romulo, aos 15, e Renato, aos 46 minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS - Leandro Canhoto (Boa); Pedro Castro (Avaí).

CARTÕES VERMELHOS - Foguinho (Boa); Rodrigão (Avaí).

ÁRBITRO - Gilberto Rodrigues Castro Junior (PE).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Dilzon Melo, em Varginha (MG).

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.