Em vídeo, Pelé mostra bom estado de saúde e agradece apoio de fãs

Ao lado da filha, namorada e irmã, Rei do Futebol toca violão e convida estrangeiros a virem ao Brasil assistir a Olimpíada de 2016

Estadão Conteúdo

05 de dezembro de 2014 | 15h28

Pelé deu mais uma prova de sua ótima recuperação na tarde desta sexta-feira. Por meio de suas redes sociais, o Rei do Futebol divulgou um breve vídeo no qual aparece visivelmente em boas condições de saúde, tocando violão, e bem humorado. O ex-jogador aproveitou para agradecer o apoio que recebeu ao longo destas quase duas semanas de internação em São Paulo.

"Eu aproveito esta oportunidade para agradecer a todos vocês, de todo o mundo, que se preocuparam com a minha saúde. Graças a Deus, eu estou bem, estou recuperado, aqui com a minha família. Eu sei que tem pessoas de toda parte do mundo que estavam preocupadas comigo", declarou Pelé, ao lado da filha Flávia, da namorada Márcia Aoki e da irmã Maria Lúcia.

Pelé ainda disse algumas palavras em inglês para seus fãs do exterior. "Não se preocupem, muito obrigado. Sei que todo mundo estava preocupado com minha saúde, mas estou bem. Convido vocês mais uma vez a virem ao Brasil, curtirem os Jogos Olímpicos (de 2016, no Rio). Vamos participar dos Jogos juntos. Obrigado a Deus e obrigado a todos que de alguma forma rezaram por mim."

O último boletim médico divulgado pelo Hospital Albert Einstein, na manhã desta sexta-feira, informa que Pelé já "não apresenta sinais de infecção" e tem "melhora progressiva do seu estado geral". Os médicos ainda não estipularam uma previsão de alta, mas a tendência é que o Rei do Futebol deixe o hospital nos próximos dias. O ex-jogador está internado desde o dia 24 de novembro. Ele voltou ao hospital para fazer exames de rotina após ser submetido a uma cirurgia para remover pedras do rim. E, durante a avaliação médica, foi identificada uma infecção renal, que exigiu a nova internação de Pelé.

Ao longo dos últimos dias, Pelé precisou ser submetido ao procedimento de hemodiálise, e na quinta-feira passada apresentou seu quadro mais grave, de "instabilidade clínica". A situação se agravou principalmente porque ele tem apenas um rim. No entanto, Pelé resistiu bem e sua evolução recente animou os médicos.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPelé

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.