Uruguai oficializa interesse em receber Copa de 2030

País aproveita visita do presidente da Fifa para oficializar interesse

Estadão Conteúdo

30 de março de 2016 | 22h40

A Associação Uruguaia de Futebol aproveitou a visita do presidente da Fifa, Gianni Infantino, para oficializar nesta quarta-feira seu interesse em sediar a Copa do Mundo de 2030. O Mundial seria dividido com a Argentina, numa comemoração dos 100 anos da primeira Copa, disputada justamente no Uruguai.

Infantino evitou se manifestar sobre a proposta alegando que no momento está pensando em qual país será candidato para receber a Copa de 2026 - o evento de 2022 será no polêmico Catar e o de 2018 acontecerá na Rússia. O presidente da Fifa também desconversou ao afirmar que ainda não sabia quem seria os possíveis rivais de Uruguai/Argentina na disputa para receber a Copa em 2030.

Em uma visita diplomática, Infantino visitou o Museu do Futebol, em Montevidéu, e o famoso estádio Centenário. Também foi recebido pelo presidente do Uruguai, Tabaré Vázquez, na companhia dos ex-jogadores Cafu, Fernando Hierro e Martín Palermo. O presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez, também integrou a comitiva.

No início da tarde, o presidente da Fifa deixou o Uruguai e viajou até a Bolívia, onde foi recebido e homenageado pelo presidente Evo Morales. De lá, seguirá para a Colômbia, o ponto final de sua visita à América do Sul. O périplo teve início pelo Paraguai, há dois dias.

Notícias relacionadas

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.