Attila Kisbenedek/AFP
Attila Kisbenedek/AFP

Em Zagreb, torcedores reagem com misto de orgulho e decepção após derrota croata

Torcida e imprensa exaltam campanha da Croácia na Copa do Mundo da Rússia

Estadão Conteúdo

15 de julho de 2018 | 17h14

A euforia inicial deu lugar a uma mistura de decepção e orgulho para os torcedores da Croácia que se reuniram na capital Zagreb, após a equipe nacional perder neste domingo para a França, por 4 a 2, a final da Copa do Mundo da Rússia, em sua primeira decisão da história da competição.

+ Franceses tomam as ruas de Paris para festejar o título da Copa do Mundo

+ Técnico da Croácia critica pênalti, mas reconhece boa atuação da França

O confronto que valeu o título do Mundial parou o país de 4 milhões de habitantes, do leste europeu. Os meios de comunicação descreverem o evento como o maior da história do esporte da nação croata. "A Croácia caiu como um herói!", proclamou o News Portal Index, veículo da imprensa local. "A seleção da Croácia conseguiu unir todo o país!", também destacou a publicação.

Na capital Zagreb, torcedores vestindo o tradicional uniforme vermelho e branco quadriculado da seleção e envoltos em bandeiras se amontoaram em praças e ruas, cheios de esperança até o apito final. Antes da partida, alguns invadiram uma fonte de água onde fizeram a festa. Houve ainda ocupação de um prédio em obras para que pudessem assistir ao jogo com boa visão para um telão. Outros subiram nos postes públicos.

Quando o jogo terminou com a derrota croata, os fãs não conseguiram esconder a tristeza, mas muitos disseram que estavam impressionados com o que a Croácia conseguiu no torneio. "Claro que estou triste. Eu podia vê-los levantar o troféu, mas isso é realmente fantástico", afirmou o torcedor Aleksandar Todorovic. "Fomos ótimos!", completou.

Agitando bandeiras e cantando músicas, muitos torcedores mantiveram a empolgação, mesmo com a multidão dispersando da praça principal de Zagreb. A festa, em menor proporção, continuou à noite (no horário local).

 

Os fãs ficaram particularmente orgulhosos com o desempenho do capitão da equipe, Luka Modric, que ganhou a Bola de Ouro ao ser eleito o melhor jogador da Copa do Mundo. "Conseguimos muito", disse Sofia Halinovcic, de 26 anos. "Isto é o melhor que já fizemos." Ela afirmou ainda: "Nós tínhamos grandes expectativas, mas ainda precisamos processar o que fizemos".

A Croácia está planejando uma grandiosa cerimônia de boas-vindas para seus jogadores na segunda-feira, que incluirá celebrações na praça principal de Zagreb e uma recepção com a presidente do país, Kolinda Grabar-Kitarovic, que estava presente neste domingo no estádio Luzhniki, em Moscou, palco da decisão entre franceses e croatas, e foi figura de destaque entre as autoridades em outras partidas da seleção.

O primeiro-ministro da Croácia, Andrej Plenkovic, disse que a seleção é "a primeiro do mundo para mim". "As pessoas estão felizes como se tivéssemos vencido e é assim que deve ser", acrescentou. "Este é um resultado milagroso para a Croácia e devemos estar muito, muito felizes", enfatizou.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.