Vitor Silva/Botafogo
Vitor Silva/Botafogo

Embalado, Botafogo deixa luta contra degola e já sonha com vaga na Libertadores

'São muitos confrontos diretos, temos Santos e Atlético-MG fora, mas os adversários também têm jogos difíceis', analisou Zé Ricardo

Estadão Conteúdo

19 de novembro de 2018 | 09h26

As quatro vitórias consecutivas no Campeonato Brasileiro mudaram o Botafogo de patamar. Depois de lutar contra o rebaixamento durante boa parte da competição, o time alvinegro já aparece na nona colocação, com 47 pontos, a apenas seis da zona de classificação para a Libertadores do ano que vem.

O problema para o Botafogo é que restam apenas três rodadas no Brasileirão. Por isso, o discurso no clube ainda é tímido, muito mais de exaltação pelo distanciamento da zona da degola. Mas até o técnico Zé Ricardo admitiu: o sonho por uma vaga no torneio continental existe.

"Difícil uma vaga para a Pré-Libertadores. São muitos confrontos diretos, temos Santos e Atlético-MG fora, mas os adversários também têm jogos difíceis. Temos que pensar no Santos. Se vencermos, aí sim, e se resultados ajudarem, poderemos pensar", considerou.

De fato, o Botafogo tem a seu favor o fato de realizar dois confrontos diretos nas rodadas restantes, contra o Santos e o Atlético-MG, ambos fora de casa. A outra partida é diante do lanterna e já rebaixado Paraná, em casa.

Caso vença os três duelos, o time alvinegro tem condições de buscar a improvável classificação. Para isso, precisa começar levando a melhor sobre o Santos, quarta-feira, na Vila Belmiro. "Esse grupo merecia esse respiro. Vamos trabalhar para quarta-feira e tentar trazer três pontos de Santos. Confronto direto, mas não impossível. Esse grupo mostrou que é capaz de coisas grandes."

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.