Embalado, Botafogo pega Coritiba em casa para manter a boa fase no Brasileirão

Alvinegro carioca espera emplacar a sexta vitória consecutiva

Thiago Rabelo, especial para o Estado, Estadão Conteúdo

29 Outubro 2016 | 06h50

Cada vez mais próximo de garantir uma vaga na próxima edição da Copa Libertadores, o Botafogo quer emplacar a sexta vitória consecutiva contra o Coritiba, neste sábado, às 18h30, no estádio Luso Brasileiro, no Rio. Com uma campanha surpreendente no segundo turno, o time alvinegro abriu boa distância para o sexto colocado e começa a mirar uma vaga entre os três primeiros para entrar direto na fase de grupos da competição internacional.

Antes do início desta 33ª rodada, o Botafogo, quinto colocado, tinha quatro de diferença para o Corinthians (53 a 49), o sexto. Em relação ao G3, a diferença é maior. O Atlético Mineiro, terceiro colocado e equipe que abre a faixa de classificação direta, tem 59 pontos.

Apesar da boa fase e da possibilidade de conquistar um objetivo ainda maior, o técnico Jair Ventura tem adotado uma postura cautelosa. "É difícil (a vaga na Libertadores), mas vamos tentar fazer o máximo para manter a nossa posição. Não posso prometer que vamos classificar. Não sei se iremos à Libertadores, mas faremos o possível para deixar o Botafogo na melhor posição", disse o treinador, que até duas rodadas ainda pregava que a meta era fugir da zona do rebaixamento, discurso que abandonou somente após a vitória sobre o Internacional.

Para o jogo contra o Coritiba, Jair Ventura não poderá contar mais uma vez com o volante Airton, que sente dores na coxa e foi vetado. O jogador está em recuperação e será preparado para o clássico contra o Flamengo, no próximo final de semana, no estádio do Maracanã, no Rio, assim como o lateral-esquerdo Diogo Barbosa, que também será reavaliado.

Para o lugar do volante, o treinador tem a opção de manter o esquema, com a entrada de Dudu Cearense, ou uma formação mais ousada, com a entrada de Sassá, que não começa uma partida como titular deste o dia 11 de setembro. Caso opte pelo artilheiro do time, com 11 gols, o Botafogo entraria em campo com três atacantes, com a permanência de Neilton e Rodrigo Pimpão na frente.

Mais conteúdo sobre:
campeonato brasileiro Botafogo Coritiba

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.