Alexandre Lops/Divulgação
Alexandre Lops/Divulgação

Embalado, Inter derrota o Avaí em casa por 1 a 0

Diego Aguirre escalou um time reserva no estádio Beira-Rio

Estadão Conteúdo

17 de maio de 2015 | 22h24

O Internacional derrotou o Avaí por 1 a 0 neste domingo no Beira-Rio, em Porto Alegre. Com um belo gol do atacante Vitinho, a equipe da casa fez valer o mando de jogo e conquistou a primeira vitória no Campeonato Brasileiro de 2015, mesmo atuando com o time reserva.

Com o feito, os gaúchos subiram para 12ª posição da competição, com 3 pontos. O Avaí, por sua vez, ficou na 16ª colocação, com apenas 1 ponto. O Inter voltará a jogar pelo Campeonato Brasileiro no próximo sábado, contra o Vasco, no Rio. O Avaí volta a campo no domingo, em Florianópolis, contra o Flamengo.

As equipes vieram com posturas diferentes na escalação. No Internacional, o foco atual da equipe é a Copa Libertadores. De olho no confronto com o Independiente Santa Fé, pelas quartas de final da competição na quarta-feira, em Bogotá, o técnico Diego Aguirre preferiu não correr maiores riscos. Do lado do Avaí, o clube catarinense veio a Porto Alegre com sua força máxima.

O JOGO

A primeira chance um pouco mais clara de gol foi do Inter, aos 10 minutos. Após cruzamento do meia Taiberson, o atacante Rafael Mora desviou meio desajeitado, de ombro. A bola foi para fora, mas levou perigo ao goleiro Vagner.

Pelo lado do Avaí, aos 13 minutos, a equipe catarinense levou certo sufoco à defesa do Inter. O meia Marquinhos driblou o goleiro Muriel e tentou um cruzamento que foi interceptado pelo zagueiro Alan Ruschel. A ação evitou que o atacante Hugo, livre, completasse para o gol.

A despeito de não jogar com a equipe principal, o Inter fazia valer o fator campo e o apoio da torcida. Mesmo com poucas chances agudas de gol de ambas as partes, o domínio de bola da equipe da casa era maior. Ao Avaí, restavam os contra-ataques, que deixavam a defesa rival em situação perigosa.

Aos 22, o Avaí perdeu uma excelente chance com Anderson Lopes. Ele foi lançado na intermediária e seguia sozinho para a cara do gol, mas foi precisamente impedido pelo zagueiro Paulão, que roubou a bola na hora exata em que o rival preparava o chute.

Aos 24, quase um gol contra do Avaí. Numa cobrança de falta do meia Alex, o zagueiro Antônio Carlos desviou para trás e a bola passou raspando a trave de Muriel. Aos 45, o Avaí teve uma cobrança de falta que chegou a preocupar a torcida colorada. Na batida de Marquinhos, a bola foi para fora, mas passou perto da trave de Muriel.

Com muitas faltas e com o jogo congestionado no meio-campo, as equipes terminaram o primeiro tempo no Beira-Rio sem lances de grande emoção. O retrato da primeira etapa foi um futebol de baixa qualidade, apesar da determinação de ambos os lados.

Na volta para a segunda etapa, Internacional e Avaí não promoveram mudanças na escalação. No futebol, a postura também pouco mudou nos minutos iniciais.

Aos 6, o Inter quase abriu o marcador com Rafael Moura. Ele aproveitou uma falta cobrada por Alex e desviou a bola de cabeça para fora, raspando a trave do goleiro Vagner.

O Avaí respondeu aos 10, com uma arrancada de Hugo. O atacante chegou á área adversária com velocidade, mas teve o chute defendido por Muriel. Aos 18, o Inter abriu o marcador com um belo gol de Vitinho. O atacante, que havia entrado minutos antes na vaga de Rafael Moura, recebeu cruzamento de Alan Ruschel e mandou uma bomba para o fundo das redes, indefensável para o goleiro Vagner.

Em desvantagem no placar, o Avaí passou a atacar um pouco mais. Aos 28, numa bela jogada na grande área do Inter, o atacante Anderson Lopes chutou no canto de Muriel, que fez um verdadeiro milagre, espalmando a bola praticamente em cima da linha do gol.

O Inter suportava bem a pressão e, vez ou outra, mostrava suas armas. Já no final, aos 44, o meia Alex aproveitou uma bola na entrada da grande área e arriscou um chute que passou muito perto da trave de Vagner. No fim, prevaleceu o fator casa. Mesmo com os reservas a equipe colorada conseguiu a primeira vitória na competição.

FICHA TÉCNICA

INTERNACIONAL 1 x 0 AVAÍ

INTERNACIONAL - Muriel; Léo (Eduardo), Paulão, Réver e Alan Ruschel; Nicolás Freitas, Anderson, Alex, Luque (Alisson Farias) e Taiberson; Rafael Moura (Vitinho). Técnico: Diego Aguirre.

AVAÍ - Vagner; Nino Paraíba (Denner), Antônio Carlos, Emerson e Eltinho (Romário); Renan, Eduardo Neto, Pablo e Marquinhos; Hugo (André Lima) e Anderson Lopes. Técnico: Gilson Kleina.

GOL - Vitinho, aos 18 do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Alan Ruschel, Taiberson e Vitinho (Internacional); Antônio Carlos, Eduardo Neto, Nino Paraíba, Pablo, Emerson, Romário e Marquinhos (Avaí).

ÁRBITRO - Igor Junio Benevenuto (MG).

RENDA e PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre.

Tudo o que sabemos sobre:
FutebolBrasileirãointer

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.