Fabio Menotti/Agência Palmeiras
Fabio Menotti/Agência Palmeiras

Embalado, Palmeiras busca título inédito no Brasileiro sub-20

Depois de triunfar sobre o Vitória por 4 a 1 na Bahia, time alviverde está perto do título que molecada nunca conquistou

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

25 Outubro 2018 | 05h00

Semifinalista da Libertadores e líder isolado do Nacional, o Palmeiras pode coroar a boa fase com uma conquista inédita nas categorias de base. A equipe sub-20 recebe hoje o Vitória, às 19h15, no Allianz Parque, pela final do Campeonato Brasileiro da categoria. O Palmeiras venceu o confronto de ida por 4 a 1, no Barradão, em Salvador.

Isso significa que o time está muito perto da conquista, uma das mais importante da história das categorias de base do clube. A partida será transmitida ao vivo pelos canais fechados SporTV e ESPN Brasil. 

A torcida encara a possibilidade de título dos meninos com o mesmo entusiasmo que enche o Allianz Parque nos jogos do time de Felipão. Os 23 mil ingressos estão esgotados desde terça-feira. Eles foram trocados por alimentos não perecíveis. A torcida alviverde terá todo o anel inferior à disposição (Gol Norte, Gol Sul, Central Leste e Central Oeste). O anel superior terá apenas a área de visitante aberta, o restante ficará fechado.

A procura foi tão grande que torcedores começaram a fazer campanha para o clube liberar os demais setores. O estádio, portanto, terá bom público. No ano passado, o Palmeiras foi eliminado na primeira fase do torneio, mas se sagrou campeão paulista da categoria. 

“Vamos trabalhar como se não houvesse vantagem. O futebol tem suas histórias e temos de respeitá-las. Fizemos um grande jogo na Bahia, um jogo difícil. O jogo de volta começa 0 a 0, do mesmo jeito, e temos de não sofrer gols para sermos campeões. Pensamos assim”, afirma o técnico do sub-20 do Palmeiras, Wesley Carvalho.

Para muitos jogadores, a partida representa uma espécie de batismo no estádio palmeirense. Será o primeiro jogo oficial da história dos meninos na arena. No ano passado, o sub-15 e o sub-11 disputaram as finais do Campeonato Paulista no Allianz Parque e levantaram a taça diante de mais de 20 mil torcedores.

“Será a primeira vez que vou para um jogo no Allianz, conhecer o vestiário do time principal, o gramado do estádio. É um sonho realizado”, diz o meia Alan Guimarães. “Demos um grande passo em Salvador, agora temos de ter humildade para conseguirmos mais uma vitória e darmos essa alegria para a nossa torcida.” 

Papagaio, artilheiro do torneio com 11 gols e que já teve oportunidades no time principal, terá a chance de atuar pela segunda vez no Allianz Parque. No início deste ano, ele marcou lá o seu primeiro gol como profissional, contra o Grêmio Novorizontino, pelas quartas de final do Campeonato Paulista.

A primeira partida da decisão, em Salvador, na quarta-feira passada, ficou marcada por uma confusão no fim. Após o quarto gol, já aos 46 minutos do segundo tempo, os palmeirenses provocaram a torcida do time adversário. 

Os baianos perderam a cabeça, e membros de uma torcida organizada invadiram o gramado para agredir os palmeirenses. Gabriel e Wesley foram expulsos na equipe paulista. Os palmeirenses não acreditam que o clima tenso do fim do primeiro jogo continue.

Mais conteúdo sobre:
Palmeirasfutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.