Embalado por título, Santos quer vitória sobre o Grêmio

Equipe quer usar do mesmo futebol campeão da Recopa para vencer o Grêmio e sair da zona intermediária do Brasileirão

SANCHES FILHO, Agência Estado

30 de setembro de 2012 | 09h25

SANTOS - O Santos quer repetir contra o Grêmio, de Vanderlei Luxemburgo, neste domingo, às 18h30, no estádio Olímpico, em Porto Alegre, a boa atuação da última quarta-feira na conquista da Recopa Sul-Americana diante da Universidad de Chile para se recuperar do tropeço que sofreu frente à Portuguesa, na última rodada do Campeonato Brasileiro. Os planos do técnico Muricy Ramalho é que o time consiga duas vitórias seguidas antes de ficar três partidas sem Neymar, convocado para os amistosos da seleção brasileira contra Iraque e Japão.

Com 11 times à sua frente na classificação e com 11 pontos atrás do Vasco, o último dos integrantes do G4, a preocupação santista no momento é mais para se afastar definitivamente do bloco dos ameaçados de rebaixamento à Série B do que ainda conseguir a vaga para a Copa Libertadores de 2013. Com 33 pontos, o tricampeão paulista está com seis pontos de vantagem sobre o primeiro clube da zona da degola, o Sport. Não haveria motivo para preocupação se a equipe não caísse tanto de produção quando fica sem a sua principal estrela.

Do time que conquistou o segundo título do centenário santista e salvou o segundo semestre, no meio da semana, só não vão jogar os laterais Bruno Peres, que voltou a sentir uma pequena lesão na coxa esquerda, e Léo, com uma contratura na panturrilha esquerda. Na direita, Muricy Ramalho deve escalar o garoto Douglas, um dos poucos que salvaram na derrota por 3 a 1 contra a Portuguesa.

Para o lugar de Léo, o treinador tem duas opções: Juan, que já não apresenta a eficiência do começo da temporada, e Gerson Magrão, que deve ser o escolhido porque além de atravessar um bom momento, marca melhor e tem boa qualidade no passe por também jogar no meio de campo. Por ser um jogador alto, ele ajuda a zaga nos levantamentos de bola para a área do adversário.

Em cobranças de faltas e escanteios, Muricy Ramalho orientou aos jogadores para evitarem cometer faltas perto da área, em razão de conhecer a qualidade de Elano nas cobranças. Ele também deve reforçar a marcação no meio e tentar surpreender o Grêmio nos contra-ataques.

Apesar de ser um jogador de velocidade e que pode ajudar Neymar a puxar os contra-ataques, Pato Rodríguez corre o risco de perder a posição para o seu conterrâneo Miralles. O ex-gremista (foi trocado por Elano) é mais técnico e tem melhor aproveitamento nas finalizações. Em 11 jogos, Pato marcou apenas um gol e Miralles marcou dois em nove partidas. Na última entrevista que concedeu, disse ter consciência de que ainda está devendo futebol e que só agora está se sentindo mais ambientado. "Além disso, fiquei muito tempo sem jogar quando estava no Grêmio e isso me atrapalhou", justificou o atacante.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoSantos FC

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.