Divulgação
Divulgação

Embalado, Santa Cruz volta ao Brasileirão após 10 anos

Time pernambucano reestreia na Série A contra o Vitória

Estadão Conteúdo

15 de maio de 2016 | 06h10

Campeão da Copa do Nordeste e do Campeonato Pernambucano, o Santa Cruz chega para a disputa do Campeonato Brasileiro confiante. Dez anos depois de disputar a sua última Série A, o time dá o primeiro passo para tentar se manter na elite neste domingo, às 11 horas, no estádio do Arruda, no Recife, contra o Vitória, outra equipe que conseguiu o acesso em 2015.

A caminhada para o Santa Cruz voltar a enfrentar os melhores do País, no entanto, foi árdua. Em 2011, a equipe disputava a Série D. Foi campeão, subiu para a Série C, onde permaneceu até 2013, quando conseguiu o acesso. Fez duas temporadas na Série B até finalmente subir para a principal divisão.

A missão de continuar entre os melhores foi dada ao técnico Milton Mendes, que teve bom desempenho à frente do Atlético Paranaense no Brasileirão do ano passado, chegando a liderar por algumas rodadas. O treinador comentou a sua experiência na Série A e deu a receita para uma equipe ter sucesso na competição.

"Se nós (na época do Atlético) tivéssemos um maior número de jogadores, um plantel mais robusto, poderíamos brigar mais tempo lá em cima. Quando começaram os jogos de quarta e domingo, com a Sul-Americana, ficou complicado. Eu tentei mesclar, mas o segredo para brigar na parte de cima é ter um plantel homogêneo, com qualidade e um número bom de jogadores", comentou.

O Santa Cruz ainda busca reforços para a competição. Nas últimas semanas, o clube anunciou quatro nomes. O volante Bolaños, o lateral-esquerdo Roberto, o atacante Everaldo Stum e o meia Fernando Gabriel. Destes, só o último está regularizado e deve começar entre os titulares.

A oportunidade apareceu devido à contusão dos meias Lelê e João Paulo, vetados pelo departamento médico. O Santa Cruz vem de vitória, com time misto, por 2 a 0 sobre o Vitória da Conquista-BA, fora de casa, pela segunda fase da Copa do Brasil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.