Embalado, São Caetano vê dedo de Muricy

O São Caetano começou a temporada liderado por Tite, mas é sob o comando de Muricy Ramalho que conseguiu os melhores resultados, principalmente, no Campeonato Paulista, onde imprimiu um reação espetacular e chegou às semifinais diante do Santos, alimentando a esperança de brigar pelo título inédito.Antes, com Tite, a equipe do ABC era forte na marcação e empatava muitos jogos. Com o novo treinador, o time, sem perder a característica de marcação, ganhou mais força ofensiva. A obrigação de marcar gols hoje é dividida entre todos, inclusive com os meias Marcinho, Gilberto e até mesmo o volante Mineiro.A fórmula é explicada pela fixação de Fabrício Carvalho no comando de ataque no lugar de Somália. Assim, mantêm-se os zagueiros e abre-se espaços para quem vem de trás, além de ter como opção as jogadas aéreas. As bolas paradas também ganharam força com o lateral Ânderson Lima.Sintonia - Os jogadores aprovaram a mudança, entre eles o atacante Fabrício Carvalho, herói na vitória de 2 a 0 sobre o São Paulo, quando marcou dois gols de cabeça. "Eu me movimento lá na frente para abrir espaços, mas quando o pessoal do meio-campo chega fica mais fácil para eu finalizar. Acho esta fórmula muito boa", diz o atacante.O auxiliar técnico Tata, apresenta os números positivos como principal argumento do sucesso. "Em cinco jogos, marcamos 11 gols e sofremos apenas três?. O saldo é positivo. O time perdeu o título de defesa menos vazada(o São Paulo só levou sete gols, contra 10 do Azulão), mas começou a marcar gols e somar mais vitórias. Só no Paulistão, foram cinco consecutivas contra Palmeiras (1 a 0), Ituano (3 a 2), Paulista (5 a 1), União São João (1 a 0) e São Paulo (2 a 0).Outro detalhe interessante é que o time manteve a mesma eficiência mesmo alternando o esquema tático, variando entre o tradicional 4-4-2 e o 3-5-2. "Como o elenco é muito bom, com jogadores de qualidade, eles se adaptam facilmente. Assim, podemos usar os dois esquemas, conforme o jogo, ou então até mesmo durante um mesmo jogo".Libertadores - Por enquanto, o São Caetano vai se concentrar no Paulistão, mas ainda não desistiu de brigar por uma vaga no Grupo 1 da Copa Libertadores da América. Seu próximo jogo será apenas dia 8 de abril contra o Peñarol, do Uruguai, no ABC. O técnico garante que jamais desistiu de buscar o título paulista. "Um time como o São Caetano tem condições de brigar por título de tudo. Só que em determinado momento tivemos que acomodar nossa programação, porque é duro disputar dois torneios ao mesmo tempo por causa do desgaste natural com viagens, concentrações, tensão, contusão, enfim, tudo que acontece no futebol".A seqüência de resultados positivos também é apontado pelo técnico como fator primordial para o crescimento do rendimento do time "que ganhou mais confiança e também respeito dos adversários". O elenco do São Caetano voltará aos trabalhos nesta terça-feira. A reapresentação acontecerá em duas partes. Pela manhã, voltarão os jogadores que não atuaram diante do São Paulo. Já no período da tarde, a partir das 15h30, todo o elenco estará reunido.

Agencia Estado,

22 de março de 2004 | 16h39

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.