Adriano Machado/ Reuters
Adriano Machado/ Reuters

Embarque do Flamengo para o Mundial mobiliza segurança no Rio de Janeiro

Autoridades querem evitar que confusão ocorrida na ida para a final da Libertadores em Lima se repita

Redação, Estadão Conteúdo

11 de dezembro de 2019 | 07h44

O Flamengo embarca nesta sexta-feira para o Catar para a disputa do Mundial de Clubes da Fifa e entre os órgãos de segurança do Rio de Janeiro há uma preocupação: evitar a repetição da confusão ocorrida quando o clube rubro-negro foi para a Lima, no Peru, onde fez a final da Copa Libertadores contra o River Plate, da Argentina.

Naquela ocasião, o ônibus com os jogadores teve de sair do CT Ninho do Urubu no meio da multidão e, ao chegar ao Aeroporto Internacional do Galeão também precisou se mover entre os torcedores. Uma grade de proteção foi derrubada como reflexo da aglomeração e algumas pessoas se feriram levemente.

Nesta sexta-feira, o percurso da delegação rubro-negra será o mesmo e, para tentar evitar novos tumultos, representantes do clube e responsáveis pela segurança se reuniram para definir o esquema e atuação e também deram orientações aos torcedores. O pedido é que eles se espalhem ao longo do trajeto e evitem aglomerações, principalmente na porta do CT e na região próxima à entrada do aeroporto.

O Flamengo treina até esta sexta-feira no Rio de Janeiro e no Catar vai fazer pelo menos dois treinamentos, até como uma forma de aclimatação. A estreia do clube rubro-negro no Mundial será na próxima terça contra o vencedor da partida entre Al-Hilal, da Arábia Saudita, e Esperánce, da Tunísia.

O técnico português Jorge Jesus pretende escalar força máxima na partida. Ele tem todos os jogadores à disposição.

Tudo o que sabemos sobre:
FlamengoMundial de Clubesfutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.