Embriagado, ex-goleiro Peter Shilton perde habilitação

O ex-goleiro da seleção inglesa Peter Shilton foi punido nesta terça-feira com a proibição de dirigir por 20 meses na Inglaterra, depois de ter sido flagrado conduzindo o seu carro com uma quantidade de álcool duas vezes superior ao mínimo permitido, no mês passado, quando foi submetido ao teste do bafômetro pela polícia.

AE-AP, Agência Estado

19 de março de 2013 | 09h52

O ex-jogador de 63 anos, que defendeu a seleção inglesa por 20 anos, entre 1970 e 1990, e detém um recorde de 125 partidas disputadas pelo seu país, admitiu que estava guiando sob influência de álcool, nesta terça, ao comparecer a um tribunal de Colchester, cidade que fica a nordeste de Londres.

Shilton foi parado pela polícia no último dia 24 de fevereiro, em Colchester, depois de uma denúncia anônima recebida pela polícia, que teve conhecimento de que o ex-atleta estava embriagado ao volante. Ele tinha bebido vinho em uma celebração com a família ao longo do dia, mas disse que não achava estar acima do limite de álcool permitido para dirigir.

Goleiro da Inglaterra nas Copas do Mundo de 1982, 1986 e 1990, esta última com 40 anos de idade, Shilton ainda foi multado em 1.020 libras (cerca de US$ 1.540). Lenda de sua posição, o ex-jogador disputou mais de 1.000 partidas oficiais por 11 diferentes clubes em sua carreira.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolInglaterraPeter Shilton

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.